quinta-feira, 25 de junho de 2009

Política: deputado Pedro Fernandes usa a tribuna da câmara e ataca o prefeito Chico Cunha

Como já era esperado pelos tuntuenses, o deputado Pedro Fernandes Ribeiro (PTB) usou a tribuna da Câmara, no dia de ontem, para ‘atirar’, mesmo que de maneira desordenada contra o prefeito Chico Cunha, afirmando que ele está alheio a greve dos Profissionais em Educação do município e que até agora não sentou para dialogar. Primeiro erro, já que a negociação é feita diretamente com o secretário de Educação e assessores. O deputado ainda mencionou em seu vago pronunciamento que o prefeito está contratando professores por um salário de R$ 150. Não é verdade, os substitutos serão pagos conforme os dias trabalhados de acordo com o atual salário pago a um professor contratado.
No decorrer de seu acanhado pronunciamento, ele passou a chamar o prefeito de Tuntum, de Chico Lopes, uma expressiva demonstração de desconhecimento da nossa política. Querendo chamar a atenção mais ainda o petebista se disse preocupado com a violência e com a ausência de um juiz e um delegado no município. Há mais de seis meses que Tuntum está sem a presença dessas autoridades e só agora que o deputado veio notar. Sabendo ele que segurança pública é um dever do Estado, não do município e que a Secretária de Estado da Segurança já foi cobrada nesse sentido. O mesmo acontece com a ausência de um juiz que é de competência do Tribunal de Justiça fazer a designação. Será que ele está realmente atento às causas de nosso município?
Só que o povo tuntuense não deve observar o desconhecimento do deputado Pedro Fernandes, logo por que o mesmo pouco nos visita, mas talvez essa visita já seja o prenuncio das constantes andanças que fará em 2010 para abocanhar os votos de parte da população, e deve ser muito, pois serviços prestados por ele o município está cheio? A fala do parlamentar é fruto de uma promessa com alguns professores grevistas que se reuniram com ele no último domingo.






16 comentários:

  1. ACHO ISSO UM ABSURDO, MAS O CHICO CUNHA DEVE PAGAR MELHOR OS PROFESSORES E PAGAR TB AS FÉRIAS, POIS CONHECÇO PESSOAS EM TUNTUM QUE NÃO PASSAM FOME NAS FÉRIAS PELO FATO DE ALGUNS PARENTES AJUDAREM OU FAZEREM "BICOS"... DEUSIMAR, SEU BLOG DEVE SER INDEPENDENTE EM TODAS AS SITUAÇÕES, POIS ÉS UM HOMEM POPULAR E QUEM SAIBA UM FUTURO VEREADOR DE TUNTUM. FINALIZANDO, O CHICO CUNHA DEVE REVER SEUS PROJETOS E MELHORAR OS SALÁRIOS DOS PROFESSORES...

    ResponderExcluir
  2. fica feio pra um parlamentar ir pra uma tribuna falar de um assunto no qual ele não conhece...fica mais feio ainda pro ex-prefeito pires léda que não sebe nem passar corretamente a informação, causando uma verdadeira destorção no caso. Assim fica provado que o ex-prefeito tbm não tem resposabilidade, ele só quer é causar desordem no municipio no qual ele fala que ama.Mais é de caracteristica do grupo cobra mansa,que de mansa só o nome mesmo.Isso vem desde o derrotado hélio araújo e passando pras gerações futuras do grupo. Esse grupo sempre foi mal representado, agora mesmo é que estão acabados com um deputado aloprado desse,que se quer sabe o nome do prefeito da cidade que ele proprio recebeu votos.

    CAROS ELEITORES DO GRUPO COBRA MANSA, PASSEM PRO OUTRO LADO,OU SEJA, GRUPO LABIGÓ, QUE AÍ SIM VCS SABERAM OQ É SER BEM REPRESENTADOS.

    UM ABRAÇO A TODOS......

    ResponderExcluir
  3. Caro blogueiro, o deputado Pedro Fernandes pode até ter errado em seu discurso ao chamar o prefeito de Tuntum de Chico lopes, mais não errou aos demais(SEGURANÇA, DIALOGO COM PROFESSORES, INSEGURANÇA EM NOSSO MUNICIPIO E ETC...) e outra, se o secretário de educação e seus assessores não entram em um acordo porque o prefeito não resolve? pois ele é o executivo e tem poder maior e pode dar as ordens e delegar poderes aos seus funcionarios, muito me adimira PROFESSOR Deusimar em seu blog um professor do municipio de Tuntum mostrar-se com o pensamento contrário aos seus companheiros de profissão com o aumento de salario da SUA categoria "PROFESSOR", o que esses pobres professores reenvidican é nada mais nada menos que um DIREITO que é deles. A aprovação do piso, que tramitava desde 2004 no Congresso, foi comemorada por professores de Tuntum e do Brasil "É a primeira vez na história do Brasil que um piso nacional do professor chega a esse valor. Agora, nenhum professor poderá ganhar menos de R$ 950. É o salário MÍNIMO desse profissional", esse piso salarial vai assegurar uma melhor aposentadoria aos nossos professores e sem contar que um professor melhor remunerado pode se qualificar e mais ainda, ter um melhor rendimento em sala de aula.
    AGORA TEMOS ADMINISTRADORES QUE NEGAM APOIO A ELES ME DESCULPEM MAIS ISSO É UMA VERGONHA...

    ResponderExcluir
  4. opinião dos emancipados de consciência25 de junho de 2009 20:18

    Deusimar você é patético. Eu já sabia q vc era, mas confesso q jamais pensei q chegarias a tal ponto.

    ResponderExcluir
  5. Continuando...
    enquanto os administradores de Tuntum não se adequan ao novo salario que os professores tem DIREITO, ele poderia reduzir sua folha de pagamento deixando de financiar algumas pessoas que fazem "faculdade" em São Luis que em vez de estudarem só tiram notas ruim e passam a levar uma vida de bohemia em São Luis usando dinheiro publico.
    DICA: porque não fazer um projeto que selecione os melhores alunos da rede municipal de Tuntum e direcionar esse alunos a uma faculdade, acho que seria mais digno e daria igualdade a todos, afinal em Tuntum existe ou não existe democracia?

    ResponderExcluir
  6. Caro Deusimar, por que o prefeito Chico Cunha sabendo qu município está a mais de seis meses sem um juiz e delegado, nao tomou nenhuma atitude?

    ResponderExcluir
  7. Isso mesmo, Blogueiro, escancara a tua parcialidade. É mais honesto vestir a "camisa" do que agir dissimuladamente, como muitos fazem.

    ResponderExcluir
  8. Assim como Tuntum muitos outros municípios do estado estão sem delegado de polícia e juiz. É a inoperância do estado e seus poderes. Em novembro passado participei da despedida do delegado Idaspe Perdigão, transferido para Grajaú. Perguntei a ele qual o motivo de sua transferência, ele me respondeu que não sabia. Depois passei a investigar e descobri que a Regional de Grajaú tinha uma necessidade maior do que o município de Tuntum, por isso o possível motivo da transferência. O delegado regional de P. Dutra, Francisco de Assis Andrade Ramos, me falou uma vez que Tuntum não tinha delegado por que não havia profissional disponível no momento, mas que a Secretária de Segurança estava formando uma nova turma com a possibilidade de ser enviado um delegado a Tuntum no mês de junho.
    Conversei recentemente com um colega advogado e perguntei sobre a chegada de um novo juiz ao município, ele me afirmou que obteve informações da chegada de um novo magistrado somente para o mês de setembro. (No momento será iniciado, ou já iniciou, um novo curso de formação de magistrados) Essa necessidade está aquém de um simples pedido do prefeito e de qualquer outra autoridade, é a precariedade de todo o sistema.

    ResponderExcluir
  9. Blogueiro,a sua resposta mostra com exatidão a irresponsabilidade não só do prefeito da cidade de Tuntum mas também do promotor da cidade. Como você citou no seu texto acima, Tuntum pode ter a chegada de um novo juiz ao município no mês de setembro. Como todos sabem, no município está ocorrendo uma grande onda de assasinatos diariamente. Será que o povo deve esperar com toda essa violência até o mês de setembro para a chegada de um juiz decente?

    ResponderExcluir
  10. Companheiro 'LS', quem faz a designação de um juiz a qualquer comarca ou município é o Tribunal de Justiça, não a prefeitura. O que pode fazer o prefeito e o promotor se a autonomia é do tribunal. Pedidos já foram feitos e só isso não basta. O que basta é o tribunal encaminhar esse magistrado. Se você estivesse criticando as atribuições administrativas do prefeito e do promotor em suas respectivas áreas de trabalho, eu iria entender. Obrigado por sua participação!

    ResponderExcluir
  11. Tuntum tá precisando de juiz que resida na sede da comarca. Só que residir na cidade e não ter pulso forte de nada adiantará.

    Pra impor a ordem no município, só um magistrado do naipe do juiz Douglas Martins, que não tem medo de cara feia. Enquadra prefeito, chefete político e diabo a quadro. O povo de Pedreiras que o diga.

    ResponderExcluir
  12. Deusimar, eu sei muito bem que a prefeitura não faz a designação de um juiz, mas o prefeito Chico Cunha como "líder" do povo de tuntum e o promotor da cidade não tomaram iniciativa de procurar o Tribunal de Justiça.

    ResponderExcluir
  13. DEUSIMAR, PARABÉNS PELAS AS REPORTAGENS. ESPERO QUE A POLÍTICA LOCAL VEJA AS CARÊNCIAS DO POVO E MELHORE A QUALIDADE DE VIDA DE TUNTUM. ELE COMO AUTORIDADE MÁXIMA, BASTA ENVIAR UM OFÍCIO PARA BRASÍLIA QUE TUDO DARÁ CERTO, MAS JÁ QUE NÃO INTERESSA RETORNO, VAI FICAR ASSIM MESMO... UM ABRAÇO PARA VC E SUA FAMÍLIA, DEUSIMAR.

    ResponderExcluir
  14. Blogueiro, eu gostaria de saber por que você não esta postando alguns comentarios feitos pela minha pessoa e pelos demais visitantes do seu blog. Será que você tem medo que todos vejam o que o povo pensa do seu prefeito? Crie vergonha na cara, seja homem!

    ResponderExcluir
  15. Ao LS

    Este blog criou recentemente uma ferramenta de moderação dos comentários para evitar postagens inescrupulosas como a que você tentou postar. Se você continuar com esses artifícios para denegrir a imagem de quem quer que seja, por favor, desista ou procure outro blog, este não aceita mais qualquer desvio de conduta. Seja elegante, pois é muito fácil. Obrigado!

    ResponderExcluir
  16. No meu entendimento o papel primordial do comunicador é ser imparcial, a imparcialidade na imprensa demonstra seriedade e passa confiança aos leitores, qual credibilidade me passa um meio de comunicação totalmente tendencioso? o que pensar de um comunicador que defente com unhas e dentes um lado em detrimento da imparcialidade? é importante lembrar que a história é feita por quem a escreve, e é de inteira responsabilidade de quem escreve não ter "vícios" ou "apegos" a lado A ou B e documentar a história como ela ocorre.

    ResponderExcluir