.

.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Pro Infantil forma novos professores



A noite foi de gala para os 47 formandos do Pro Infantil, pólo de Tuntum. A grande noite dos novos educadores da Educação Infantil com nível de ensino médio, mais parecia uma formatura de nível superior pela estrutura que recebeu a solenidade. As dependências físicas do clube Arvet foram tomadas de formandos e convidados, sua maioria familiares. A bonita noite de colação de grau foi aberta com o pronunciamento de algumas autoridades, principalmente da área, como o secretário de Educação, Antonio dos Reis Barros Teixeira. O secretário aproveitou o brilhante momento para falar do programa dizendo que ele tem uma metodologia eficiente e aprovada. Ele ainda aconselhou os concludentes a continuarem na luta. ‘Não parem, procurem fazer um vestibular para cursar uma faculdade’, disse






Os 15 concludentes do município de Dom Pedro que fizeram parte do pólo ouviram a prefeita Maria Arlene Barros Costa agradecer a acolhida que Tuntum deu aos seus munícipes nesses dois anos de intenso estudo. Arlene não esqueceu de agradecer os esforços do prefeito Chico Cunha em criar o pólo e dar todo apóio. Ela ainda fez um breve relato da educação em seu município citando alguns avanços, não esquecendo ainda de enaltecer o ex-prefeito Ribamar Filho pela grande contribuição que deu a educação. ‘Estamos fazendo muito pela educação de Dom Pedro no momento, mas tudo começou na gestão do prefeito Ribamar Filho quando implantou bons cursos’, afirmou.












O prefeito Chico Cunha abriu seu pronunciamento discorrendo sobre a grandeza da profissão de educador. ‘Essa profissão, a de educador, talvez seja a mais árdua do mundo’, falou. O prefeito de forma sintética explanou um pouco de suas importantes ações na área para depois dar os créditos ao secretário Antônio dos Reis e toda sua equipe, que segundo sua fala vem fazendo um trabalho excepcional. Ele encerrou a fala parabenizando a todos pela a escolha da bela profissão.





O ato principal da festa, a colação de grau, por fim veio, em que todos com um largo sorriso e o rosto quase que resplandecente demonstrava a satisfação com o momento, para alguns o mais especial. A frente da mesa do cerimonial o concludente recebia o certificado das mãos dos dois gestores municipais. É com incentivos como esses que pouco a pouco Tuntum vai galgando novos espaços na formação de seus profissionais, almejando ver um futuro de maiores frutos e conquistas. O Pro Infantil, antigo Pro Formação, destina-se aos professores que atuam em sala de aula da educação infantil, nas creches e pré-escolas da rede pública. O curso objetiva valorizar o magistério e oferecer condições de crescimento ao profissional que atua na educação infantil. Participaram da cerimônia como convidados e professores formadores Raissa Natasha Einstein França, da Ufma; Gilvanete Arrais Pereira, Edilene Maria Moura, Deuzerina da Costa, Francisca de Carvalho, Ironilson Gomes, José Aldenízio, Maria do Perpetuo Socorro Abrantes, Maria José Silva, Roziane Brito, professor Emerson e outros.

14 comentários:

  1. Que esses professores,ensinem os peq
    uenos a ler melhor,interpretar o texto e que melhore o ensino na nossa
    região e boa sorte no novo caminho.
    Pé de Ouro.

    ResponderExcluir
  2. APROVEITA BEM CHICO QUE ACABOU A FARRA ,AGORA É TEMAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  3. Professores de nível médio do Maranhão, bonzinhos ou os verdadeiros vilões da tragédia da educação no estado?


    Professor, que profissão desgastante, difícil, e pouco reconhecida!
    Ah, sim! Tudo isso é a mais pura verdade, como são sofridos os professores nesse nosso Brasil de meu Deus!
    Pior ainda quando se fala do estado do Maranhão, onde se encontra a fronteira do descaso com a falta de vontade. Como sofrem os professores do estado (coitadinhos dos bichinhos)!

    Isso tudo é muito triste, de verdade, mas no que bem diz a realidade temos que pensar além da visão de Martins da educação, e ver uma coisa que quase ninguém nota, ou fingi não notar, a grande verdade da tragédia da educação no estado, que é causada e mantida pela ação desses beatos sofredores!

    Em toda a Sarneylândia estadual, dessas coisas podemos ter certeza todo ano:
    Vão faltar recursos para saúde;
    Vão ter prefeitos impugnados por desvio de dinheiro público;
    E com certeza absoluta, vai ter greve dos professores do estado.

    Mas claro que isso tudo é justo! É um direito constitucional fazer greve, todo mundo tem o direito de querer melhorar o seu rendimento afim do trabalho que executa.

    E nesse ponto, os professores fazem bem isso, executam belissimamente o seu trabalho!
    Executam a educação, executam os alunos dentro das salas de aula e executam o misterioso futuro do estado que vem dos poucos e ingênuos aprendizes escolares fadados ao comunismo, comunismo de trabalho, sempre os piores possíveis, comunismo de aprendizagem, sempre a pior disponível e comunismo de vida, geralmente sem sentido!

    Mas as greves são justas, justas para os salários, justas para justificar a falta de trabalho e justas para o descaso geral da encruzilhada do tempo e espaço que insistem em estagnarem (logo aqui no Maranhão)! No entanto, deve se ressaltar que esses guerreiros combatentes da educação travam uma dura batalha todos os dias, nas escolas e na vida, portanto mereciam uma boa remuneração.

    E como ganham mal esses sofredores, em média mais de 1.500 reais. Todos concordam que deveria ser muito mais do que isso, afinal eles realizam um bom trabalho. (ou será que não?) É bem verdade que o estado do Maranhão se encontra no pior ranking da educação no país, verdade também que os alunos têm a pior média de aprovação nos testes e provas federais, como o Enem, citando exemplo. Mas que culpa esses trabalhadores memoráveis tem em tudo isso?

    Essa definitivamente é uma pergunta para pensar!

    Pensar também no caminho defendido pelos ditosos educadores estaduais, ganhar bem para só então tornar a educação boa. (às vezes me pergunto como seria se todos resolvessem seguir nesse mesmo caminho, os médicos falando: Seguinte, só faço uma boa operação se aumentarem o meu salário em 15%, caso contrário faço uma mais ou menos, ou deixo o paciente morrer!)

    Verdade mesmo, é que para os professores estaduais, colocar a culpa no gigante mais visível torna-se muitas vezes a melhor solução, pois encarar os problemas de frente e tentar resolve-los, para depois receber as glorias dos feitos, é muito chato, e sem sombra de dúvidas, desnecessário na situação atual do Maranhão!



    Fernando lc

    ResponderExcluir
  4. quantos professores estaduais são necessarios para ensinar um burro atravessar a rua?

    apenas um, todos os outros 70 comparecem apenas para ter certificado de carga horaria!
    Pé de Ouro

    ResponderExcluir
  5. O prefeito Chico Cunha cumpre com os preceitos legais da Lei 9394/96 - LDB que regulamentou o artigo 214 da CF/88. Agora os cegos de plantão e os opositores que não tem ajudado a construir nada em Tuntum ficam nas esquinas sem fazer nada ou melhor fuxicando de quem trabalhar e quer o bem do seu povo não podem falar nada porque não tem obras, não tem nada.

    ResponderExcluir
  6. Outra coisa quanto ao pé de ouro (ou pé de merda)abaixo, este é um destes enrustidos que não tem competência para fazer um concurso e ser aprovado e fica arrotando pelas ventas a burrice que lhe é peculiar, tenho dito!

    ResponderExcluir
  7. Deusimar vc anda deixando passar muitos ataques aos professores do estado.
    Sou professor estadual e é muito difícil ver esses comentários sobre nossa profissão.
    deveriam ter mais respeito!

    O estado tem a melhor educação possível, os professores municipais é que são ruins!

    Jean C

    ResponderExcluir
  8. Esse Lc e esse Pé de Ouro, devem fazer parte daqueles que ficam o dia todo sentados nas calçadas, só coçando o saco e falando mal das pessoas, fazendo fuxico, puxando o saco dos políticos para pagar a conta de luz deles, uns podres de preguiça, vivem das migalhas do Bolsa família, bolsa de qualquer coisa, pois essa tal de Bolsa, só apareceu para gerar uma turma de vagabundos, preguiçosos, vá procurar: um pedreiro, um servente, uma empregada doméstica, um carpinteiro, um roceiro... não encontra não, hoje é a coisa mais difícil é encontrar quem queira trabalhar em Tuntum, só tem sacanas falando mal das pessoas, inclusive dos professores,que normalmente são pessoas de bem, e trabalham diariamente, fazem por merecer mais respeito. Aí fica esses babacas falando bobagens, vão trabalhar, vão produzir alguma coisa, vão fazer o bem."ISSO É UMA VERGONHA"

    ResponderExcluir
  9. um professor do estado do maranhão morreu e foi para o dia do juizo
    lá tinha um monte de gente na porta esperando para ser julgado
    o professor ficou atras de um medico e de um advogado.

    então o anjo chegou e disse para o primeiro, vem, qual é tua profissão?
    e ele disse medico, então o anjo disse fica na fila 12 das pessoas serias!

    disse então para o segundo, vem, qual é a tua profissão?
    e ele disse, advogado.
    então o anjo disse, fica na fila 7 dos malfeitores.
    logo então ele disse para o terceiro vem, qual é a tua profissão?
    e ele disse, professor do estado do maranhão
    então o anjo disse fica na fila 13
    o professor disse qual fila é essa?
    Então o anjo falou, é aquela que os caras estão fantasiados de tiririca!


    tuntum de cima

    ResponderExcluir
  10. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    eu tambem sei de uma

    uma professora de matematica do estado tava na aula passando uma prova, mas o joaozinho terminou muito rapido a prova

    ela perguntou joaozinho vc não sabe responder as questões meu filho.

    e ele disse: respondi quase tudo fessora so fiquei em duvida numa conta da tabuada, que era; quanto é 7x9. eu respondi 63 fessora, acertei?

    ela então respondeu:
    eu vou olhar na tabuada e é ja que eu ti digo!
    carlimcs

    ResponderExcluir
  11. 20 de outubro de 2011 20:37

    EMERSON ARAÚJO disse...
    Caro amigo e professor Jean Carlos: assino embaixo tua indignação contra aqueles que nunca fizeram um concurso público a nível estadual e federal e ficam despejando dejetos sem ter conhecimento de causa. Os professores da rede estadual de Tuntum são competentes, esforçados e zelam pelo bem de algumas centenas de jovens da nossa cidade que é tão vilipendiada pelos covardes de plantão. Aliás, os professores da rede municipal também são profissionais que merecem nosso respeito. Agora há uma marca dos enrustidos, infelizes e maus profissionais que ficam se aproveitando dos espaços alheios para urinarem pela boca invejas. Estes canalhas e calhordas não merecem nosso atenção, mas concordo com vc mais uma vez: os professores de Tuntum merecem respeito sempre!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    da pra perceber que esse cidadão que disse isso conhece bem a cidade de tuntum!

    gostei do alias kkkkkkkkkkkkkkkkk

    me fez lembrar o cochinha das garras da patrulha

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  12. O alvo é, novos caminhos para a educação.
    Que Deus abençoe à todos! :]

    ResponderExcluir
  13. "nunca fizeram um concurso público a nível estadual"?

    Não seria: nunca fizeram concurso público EM nível estadual.

    ResponderExcluir
  14. Esse Rafael do Tema é mesmo sem personalidade,todo mundo sabe quer quem assina como pé de ouro é ele,Tambem filho da Isabel e do RAPINEIRO do Tema nao podia da outra coisa.

    ResponderExcluir