.

.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Assassino de músico no Rio de Janeiro é preso pela Polícia Civil do Maranhão na cidade de Viana


O músico Felipe Coutinho de Souza foi assassinado a golpes de chave de fenda durante uma briga de trânsito no dia 11 de fevereiro
A Polícia Civil do Maranhão, por intermédio da 6ª  DRPC de Viana,  prendeu na manhã desta quarta-feira (19), no bairro Vinagre, Girlan Azevedo Cardoso, de 29 anos, em cumprimento a mandado de prisão temporária decretada pela Justiça do Estado do Rio de Janeiro.
Segundo informações da Polícia Civil do RJ, o preso seria autor do crime de homicídio que vitimou o músico Felipe Coutinho de Souza, de 32 anos, assassinado com uma chave de fenda, em razão de uma briga de trânsito. O caso teve ampla repercussão no Rio de Janeiro.  
A Polícia Civil do RJ, logo após o comunicado da prisão do assassino, parabenizou a atuação dos policiais do Maranhão.
Participaram dos levantamentos e prisão os IPCs Aristides, Ronildo, Paulo e Washington da regional de Viana. Também auxiliaram na prisão os inspetores Nunes e Paulo, ambos da Delegacia Regional de Timon.
O assassinato do músico
Felipe Coutinho de Souza, de 32 anos, integrante do grupo Zoasamba, foi assassinato na noite de sábado, 11 de fevereiro de 2017, na Mangueira, Zona Norte do Rio. Segundo a Polícia Civil, após se envolver em uma briga de trânsito na Rua Santos Melo, ao lado do Viaduto da Mangueira.
O sambista havia deixado a quadra da escola no fim da noite e manobrava seu carro quando foi fechado por um motorista de uma Kombi, que o abordou em seguida. Após a discussão, o homem atingiu Felipe no peito com uma chave de fenda e fugiu. 
A vítima chegou a ser encaminhada para o Hospital Municipal Souza Aguiar, mas não resistiu aos ferimentos.  Felipe era filho de Rixxa, vocalista do bloco Timoneiros da Viola.
GilbertoLima

Nenhum comentário:

Postar um comentário