.

.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Em prestigiado evento, tucanos maranhenses decidem migrar para o PRB


Nesta quarta-feira (10) houve um encontro do PRB maranhense. Diante de um salão lotado, os republicanos conduziram um café da manhã em que abriram as portas para que os prefeitos e vice-prefeitos do PSDB possam se filiar ao partido.
O deputado Cleber Verde, presidente estadual do PRB, garantiu que com a debandada tucana para o PRB, o “que nós queremos é fortalecer o partido e, juntos, ganharmos todos. A força política de nossa unidade, de nosso diálogo e de nossa transparência nos conduzirão a maior espaço nos governos estadual e federal”.
Junto com o vice-governador Carlos Brandão, irão a maioria esmagadora de prefeitos e vice-prefeitos tucanos para o PRB. Decisão esta tomada coletivamente.
“Foi algo que decidimos após muitas conversações e após ouvirmos todas as instâncias do PSDB. Esta decisão não foi tomada no impulso mas, sim, ao avaliarmos que o melhor para o nosso projeto para o Maranhão ser permanecermos unidos politicamente”, explicou o vice-governador.
A outra proposta defendida pelo PSDB nacional seria a de ignorar a realidade da política maranhense e romper com todo o governo estadual.
Para Gilmar Souza dos Santos, que assumiu ontem a Secretaria Nacional de Desenvolvimento Urbano, do Ministério das Cidades e veio ao Maranhão “tem sido motivo de notícia no país todo. E quem ganha são as pessoas. Essa é a boa política que se faz. Com pessoas comprometidas”.
E acrescentou a importância do momento.  “Esta é a maneira de construirmos um Brasil melhor. Temos um projeto pelo país. Nós vamos continuar trabalhando pelo Maranhão com a cooperação de todos e a contribuição de gente como o deputado Cleber, que é homem de palavra”, disse Gilmar Santos.
Antecedendo o café da manhã de hoje, ontem (09) aconteceu um almoço bastante estratégico que marcou o compromisso dos prefeitos do PRB e demais prefeitos aliados com o advento dos tucanos.
Ainda fizeram parte do café da manhã de boas vindas aos tucanos, prestes a deixar o partido, a presidência do INMEQ, superintendência do INCRA, presidência do ITERMA, gerência do INSS, o suplente de senador, Pinto Itamaraty e deputados estaduais, a exemplo de Marcos Caldas, que retornará ao seu antigo partido.
JohnCutrim

Nenhum comentário:

Postar um comentário