domingo, 26 de maio de 2019

Estudante de direito, residente em Pedreiras, morre inexplicavelmente depois de um mal súbito em Teresina

Jhenys Rayane

Há quatro anos viajando mensalmente para Teresina, um grupo de acadêmicos de direito do Maranhão, precisamente das cidades de Barra do Corda, Presidente Dutra, Tuntum, São Domingos, Colinas e de outras mais afastadas desse perímetro, foi danosamente abatido nesse sábado (26), a estudante Jhenys Rayane Santos Silva, de 29 anos, natural de São Luís, mas residente em Pedreiras-Ma, depois de um mal súbito, ocorrido nessa sexta-feira (24), dentro da própria Faculdade, em Teresina-Pi, foi a óbito no final da tarde de ontem (25).
Até o momento ainda não há explicações concretas da causa de sua morte, a única certeza é que ela estava bastante gripada. Depois que passou mal, Jhanys foi imediatamente socorrida pelos colegas e levada para o Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí, mas infelizmente o tratamento não teve evolução, ocorrendo antes do anoitecer uma parada respiratório, para momentos depois ocorrer seu inesperado falecimento.

Todos os seus colegas e familiares estão atônitos e buscando uma explicação sobre sua repentina morte, até agora não explicada pela equipe médica que lhe atendeu, tampouco pelo próprio hospital. Os estudantes do Centro de Ensino querem uma explicação e insistem para que seja feita uma necrópsia, pois só assim a causa mortis seria revelada, entretanto, as dificuldades são imensas e dificilmente ocorrerá.
A notícia pegou todos seus colegas de surpresa, como se uma flecha tivesse transpassado todos ao mesmo tempo, abatendo o espírito e derrotando profundamente os sentimentos de cada um, ficando entre o grupo a pergunta, por que aconteceu... Nesses anos de luta e perseverança para buscar a realização do sonho, enfrentando os mais diversos atropelos, os universitários estão sentindo o pior de todos os momentos, uma aflição preenchida por uma angustia dolorosa em perder uma irmã de luta, que a poucos passos estava prestes a realizar seu ardente desejo, tornar-se uma doutora do direito.
O titular do blog, com quem conviveu por esse longo período, classifica o momento como o mais dolorido da caminhada, tornando todos os seus colegas fragilizados com sua repentina morte, provocando em todos uma imensa lacuna, tudo por conta de seus feitos e de sua característica essência humana de ser. Os braços de Deus é o teu destino!   

4 comentários:

  1. Ela residia em Lima Campos! Não em Pedreiras...

    ResponderExcluir
  2. Que Deus conforte coração dos familiares

    ResponderExcluir
  3. Negra linda e simpática com um sorriso deslumbrante vai faser muita falta entre familiares e amigos

    ResponderExcluir