sábado, 13 de agosto de 2022

Exclusivo: delegado do caso Milton Ribeiro pede ao STF a prisão da cúpula da PF

 

presidente jair bolsonaro com a mão no peito e ao lado ex ministro da educação Milton Ribeiro durante hino nacionalRafaela Felicciano/Metrópoles

O delegado Bruno Calandrini, responsável pela investigação sobre o balcão de corrupção no Ministério da Educação que levou à cadeia o ex-ministro Milton Ribeiro, pediu ao Supremo Tribunal Federal a prisão de integrantes da cúpula da Polícia Federal.

É a primeira vez, na história recente, que um delegado pede a prisão da cúpula da PF.

Pouco depois da prisão de Milton Ribeiro, Calandrini chegou a afirmar, em mensagem enviada a um grupo de policiais, que seus superiores estariam impondo obstáculos ao bom andamento da investigação. Ele escreveu que não tinha “autonomia investigativa para conduzir o inquérito deste caso com independência e segurança institucional”.

O delegado disse ainda que houve “decisão superior” para que Milton Ribeiro, na ocasião da deflagração da operação, não fosse transferido de São Paulo para Brasília.

Na sequência, Calandrini apontou, com base em telefonemas interceptados com autorização judicial, indícios de que o presidente Jair Bolsonaro teria alertado Milton Ribeiro do risco iminente de deflagração de uma operação. A partir disso, o Ministério Público Federal pediu que o caso, que estava na primeira instância da Justiça Federal em Brasília, fosse remetido para o Supremo Tribunal Federal. Desde então, o inquérito está com a ministra Cármen Lúcia.

O pedido de prisão da cúpula da Polícia Federal foi apresentado recentemente. Dentro da PF, já havia certa expectativa de que Calandrini, que virou alvo de uma sindicância interna após acusar seus superiores de interferir na investigação, poderia recorrer a uma medida extrema. O temor da direção aumentou dias atrás, com a constatação de que o delegado havia pedido ao Supremo uma medida cautelar. Os autos tramitam em segredo de Justiça. As informações são do Metrópoles.

O pedido está nas mãos da ministra Cármen Lúcia, encarregada do inquérito sobre a corrupção no MEC. Calandrini alega ter havido interferência do alto comando da corporação nas apurações sobre o caso.


Deputados e senadores podem aumentar seus salários

 

Estadão

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) apresentar proposta de aumento de 18% para seus ministros e todos os magistrados da Justiça Federal, deputados e senadores começaram a pressionar os presidentes da Câmara e do Senado para também ter direito a reajuste. O Estadão apurou que a proposta em discussão é de elevar o salário dos parlamentares em 9%. Esse porcentual elevará o vencimento de R$ 33,7 mil para R$ 36,8 mil.

Com a campanha eleitoral já nas ruas, a cúpula do Congresso não cogita, no entanto, por o tema em pauta neste momento. O assunto só vai entrar na agenda de votação após outubro. Para garantir o reajuste à próxima legislatura, a proposta terá que ser aprovada ainda este ano.

Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), já trataram do assunto. O Estadão apurou que eles combinaram de não antecipar a discussão para evitar que a pressão aumente em período de campanha. Quem defende a correção salarial dos parlamentares alega que eles estão há 8 anos sem reajuste e que haveria recursos para bancar o reforço no contracheque. A última correção foi feita em 2014.

Segundo integrantes da cúpula do Legislativo, a ideia é aprovar correção salarial de 9%, inclusive para os magistrados, metade do que o defendido pelo STF e também pelo Ministério Público da União. Os reajustes só são aprovados após votação de projetos de leis pelo Congresso.

No rastro do aumento do Judiciário e do Legislativo, a discussão também deve alcançar o presidente da República e ministros de governo. Atualmente, Jair Bolsonaro recebe R$ 30,9 mil, além da aposentadoria como militar.

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR) evitou falar de aumento e não quis antecipar juízo sobre a proposta de correção defendida pelo Supremo Tribunal Federal. “Vou ouvir governo e líderes”, disse.

O senador Carlos Portinho (PL-RJ), também líder do governo, compartilha da mesma indefinição e desconversou quando perguntado sobre se apoia ou rejeita o movimento de reajuste e declarou que ainda não conhece o texto da proposta do Judiciário. Mesmo assim, o senador admitiu que há pressão para que o Poder Legislativo também ganhe aumento. “Deve ser muito pensado. Isso dá um efeito cascata não só no Poder Judiciário, mas no Poder Legislativo. Posso falar isso porque o Senado, talvez de todo o Legislativo, é o órgão que não alcançou o teto. Eu soube que a gente está 7% abaixo do teto há muitos anos”.

Dois partidos, Novo e PT, se declararam contra o reajuste para o Judiciário. O deputado Tiago Mitraud (Novo-MG), líder do partido e candidato a vice-presidente na chapa de Luiz Felipe D’ávila, afirmou que a proposta “indecente” e que a legenda vai votar contra. “A proposta precisa passar pelo Congresso e vocês já sabem com qual partido poderão contar para votar contra o aumento e com qual candidato a Presidente para vetar a proposta, caso esta seja aprovada pelo Congresso”.

O líder do PT na Câmara, Reginaldo Lopes (MG), criticou o STF por tentar ganhar o aumento em um momento que o reajuste do salário mínimo não repõe as perdas da inflação. “O momento não é apropriado para debater aumento do salário do andar de cima. O ideal é garantir ganho real para o salário mínimo, para os 70 % que ganham até dois salários mínimos”, disse o mineiro.

Como revelou o Estadão, o ministro da Economia, Paulo Guedes, procurou o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, para pedir que o magistrado “segure” o envio do projeto de lei que propõe o reajuste de 18% nos salários de juízes e servidores do Poder Judiciário. Guedes teria apelado a Fux sob o argumento de que o governo não conseguiria comportar o aumento concedido pelos ministros aos seus pares na Justiça no Orçamento de 2023. A movimentação do ministro da Economia não deu certo. Fux se negou a travar o assunto avisando que agora o assunto terá que ser definido pelo Legislativo.

A Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário e Mpu (Fenajufe) chegou a mandar associados com buzinas para a porta do Supremo, com o objetivo de atrapalhar as sessões, porque Fux se negava a dar encaminhamento aos pedidos da categoria. Se aprovado, o reajuste salarial ao Judiciário deve custar R$ 5,8 bilhões aos cofres da União até 2024, segundo consultoria do Congresso.

sexta-feira, 12 de agosto de 2022

ABONO: diálogo de professores com a Câmara é inviabilizado por falta de quórum

 


Os professores da Rede Municipal de Educação de Tuntum foram impossibilitados na manhã dessa sexta-feira (12) de levarem ao conhecimento dos vereadores a comprovada existência das sobras do Fundeb, que resulta legalmente no pagamento de abono a toda categoria de profissionais. A presença dos educadores foi frustrada por falta de quórum, o não comparecimento do número mínimo de vereadores, que seria sete, para que a sessão fosse aberta de forma regimental.

Segundo a presidência da Casa Legislativa, a falta de quórum se deu em razão de quatro pedidos prévios de afastamento, além do não comparecimento 'injustificado' de três vereadores. Deixaram de comparecer por já terem protocolado o devido afastamento, os vereadore Joaceles Araújo, Sérgio do Naxin, Dr. Pablo Cunha e Dorian Tanoca. Os vereadores Valcenor Carvalho, Josinaldo Bílio e Magno Melo deixaram espontaneamente de comparecer.


Com os planos frustrados, restou as lideranças sindicais sentar com o presidente Ivalto Chaves e fazer um outro agendamento e também tratar como seria a participação dos professores na próxima sessão, dia 19 de agosto. De acordo com os representantes do Sindsert e Fetracse, ficou definido que o uso da palavra pelos líderes e professores para exporem seus questionamentos e a existência das sobras dos recursos dos 70% do Fundeb e o direito constitucional da obtenção do abono, deverá ocorrer antes do início da sessão ou depois de sua conclusão, sendo vetado o uso da tribuna no decorrer da sessão.

De acordo com as elegações da presidência da Casa, o uso da tribuna é exclusivo aos vereadores, tornando-se impossibilitado o uso a terceiros, segundo seu regimento interno. Ainda ficou acertado que na quinta-feira (18) os representantes da categoria de educadores irão debater todos os pontos e questionamentos com a Comissão de Educação, que é formada por três vereadores.

Os professores que estiveram presentes viram frustrados o planejamento feito, mas após o diálogo entre as duas partes, tudo foi restabelecido e a confiança de que a Casa Legislativa tomará ciência do fato de forma oficial foi novamente adquirida. 


Na visão dos profissionais em educação e de seus representantes, depois de comprovado em duas ocasiões a existência de mais de R$ 7,5 milhões de sobras dos 70% do Fundeb, a primeira com o repasse das folhas de pagamento pela própria Prefeitura ao sindicato, para análise e cálculos, e a segunda pela emissão das folhas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), o passo subsequente seria levar o conhecimento do processo ao Poder Legislativo, dando assim total legalidade aos trâmites, para posteriormente buscar um consenso (solução) com o chefe do Poder Executivo, prefeito Fernando Pessoa (PDT), possivelmente com uma audiência pública.   

  

Nove casos suspeitos de varíola dos macacos em São Luís e seis municípios

 

O secretário de estado da Saúde, Tiago Fernandes, convocou entrevista coletiva para esta sexta-feira, 12, às 9h, para falar sobre as novas suspeitas de Monkeypox (varíola dos macacos).

Em conversa com O Informante, nesta manhã, o secretário disse que há dois casos suspeitos e um confirmado em São Luís. E que estão sendo investigados mais sete suspeitas de contaminação da varíola dos macacos em Timon, Tutóia, Paraibano, Barão de Grajaú, Bela Vista e Buriticupu. Na última quarta-feira foi confirmado o primeiro caso na capital maranhense, de um homem que está internado no Hospital Carlos Macieira. Na ilha, há mais dois casos – suspeito – sob investigação.

Tiago Fernandes disse que o resultado dos exames nos pacientes sob suspeita deve sair em até dez dias. No entanto, ele tranquiliza a população afirmando que muitos dos casos suspeitos, epidemiologicamente, são fracos.

Na verdade, 98% dos casos confirmados no Brasil são leves.

O laboratório de referência é o Instituto Evandro Chagas. (O Informante)

quinta-feira, 11 de agosto de 2022

TUNTUM: Professores vão à Câmara pedir providências para o pagamento do abono

 


Amanhã, sexta-feira (12), os professores efetivos da Rede Municipal de Educação de Tuntum farão uma visita, já agendada, a Câmara de Vereadores para explicar e esclarecer aos parlamentares que houve sobras substanciais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), equivalente a mais de R$ 7,5 milhões de reais, dinheiro que deve, segundo a lei, ser rateado com a categoria de profissionais, pois faz parte das sobras dos 70% (2021), recurso que somente pode ser destinado exclusivamente ao professor.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Tuntum (SINDSERT), em assembleia, deliberou os caminhos que serão traçados para iniciar e manter as conversações com os Poderes Públicos Municipais, a se iniciar amanhã com os representantes do Legislativo, porém, este poder está tentando restringir a exposição da situação no plenário da Casa pelos representantes sindicais. Por meio de um ofício protocolado na Casa do Povo, solicitando o completo acolhimento aos líderes sindicais para exporem a atual situação, a presidência da Casa sinalizou a presença dos mesmos e dos associados somente na galaria, restringindo o direito de ir ao plenário e consequentemente a tribuna para expor os verdadeiros fatos.


Os profissionais em educação e seus representantes estão vendo a atitude como uma forma cercear a voz e o direito líquido e certo de todos, tachando a atitude da presidência como arbitrária e demasiadamente autoritária, sem o devido embasamento jurídico e constitucional. 

Mesmo diante da negativa, todos os professores, mesmo assim, se farão presentes amanhã no prédio da Câmara, para que de forma pacífica solicite dos vereadores posição de apoio ao problema, ou aos menos que eles nomeiem uma comissão para fazerem também a análise das folhas emitidas pelo TCE, fato já devidamente comprovado em duas ocasiões, uma por meio das folhas emitidas pela própria Prefeitura, analisadas com os técnicos do município e sindicalistas, e a outra pelas folhas fornecidas pelo TCE, ambas tiveram a mesma somatória de valores, mais de R$ 7,5 milhões.

Com a possível permanência do posicionamento em não querer cooperar, o Sindsert e a Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais do Estado do Maranhão (FETRACSE), irão conjuntamente com a categoria de educadores discutir os caminhos a serem seguidos, com grande possibilidade de se iniciar uma série de manifestações públicas contra a gestão municipal. Agora é agurdar...    

  


JOSELÂNDIA: Escola do povoado Nova Vida é ampliada; alunos assistiam aulas em um 'beco' quente e apertado

 

Os estudantes e pais de alunos do povoado Nova Vida voltaram a sorrir nessa quinta-feira (11), é que o prefeito Raimundo Zuca fez a ampliação da Escola Municipal Castelo Branco com duas salas de aulas, tirando em definitivo os alunos do sufoco, já que antes estavam estudando em um 'beco' quente e apertado, apelidado pelas crianças de Beco do Cão em razão das péssimas condições que eram oferecidas, causando constrangimento e até sofrimento para todos.

Na época, sem interesse em construir novas salas de aulas para não gastar o dinheiro que pertencia ao próprio povo, a gestão passada, contrariando os alunos e seus pais, decidiu locomover diariamente os estudantes para uma escola de outro povoado próximo, ideia que não agradou a ninguém, tornando assim um outro incômodo, gerando desconforto e mal-estar. Já conscientes de que a realidade é outra bem diferente, os pequenos estudantes querem agora esquecer os transtornos que passaram durante esse período de falta de compromisso.

Além da ampliação da escola, as salas foram equipadas com um novo mobiliário, o que dará melhor estrutura de funcionamento e ajudará também a dar um maior ânimo aos alunos e professores. Na ocasião da inauguração, o prefeito Raimundo Zuca e o secretário de Educação, Dr. Éder Amador entregaram materiais esportivos para a prática de aulas de educação física. 


O triste problema da falta de infraestrutura na escola foi detectado assim que Zuca assumiu o comando do município, sendo comunicado pelos próprios pais dos alunos que não aceitavam mais vê seus filhos passarem pela situação humilhante e vexatória, tudo por falta de comprometimento de quem deveria ter, mas que somente ignorava sem atender os apelos dos prejudicados.  

Durante o ato de descerramento da fita de inauguração o que se ouviu com frequência foram os pais esboçarem agradecimentos ao prefeito e mencionarem com contundência o fim da humilhação e sofrimento de seus filhos. Na oportunidade, com muita descontração, os estudantes presentes e o prefeito, com direito a bolo confeitado, comemoraram, de forma simbólica, o Dia do Estudante. 

Participaram também da solenidade de inauguração, o vice-prefeito Derick Meneses, vereadores, secretários municipais, pais e alunos. 






ANÁLISE: a eleição de Dr. Tema e Éric Costa em Tuntum

 

Nesse momento há muita expectativa quando as eleições que já se avizinham e quanto a força e a capacidade eleitoral de cada candidato em nossa região, principalmente quanto a possibilidade de sua eleição. O blog do Lobão faz agora uma análise, segundo seu ponto de vista e ótica de conhecimento, não sendo tendencioso, mas descrevendo aquilo que vem pensando e esboçando a população da região sobre cada figura política, já declaradas como candidatos a deputado estadual. A princípio vamos destacar o candidato do prefeito Fernando Pessoa (PDT), Éric Costa, e Dr. Tema, ex-prefeito de Tuntum.

Inicialmente discorro sobre o candidato do prefeito de Tuntum, Fernando Pessoa, seu cunhado Éric Costa, ex-prefeito de Barra do Corda. É notável que Costa poderá ter uma votação expressiva, pois se trata do candidato do prefeito, que além de sua posição política investirá todas as suas fichas, inclusive financeira, para que seu candidato tenha um bom resultado nas urnas.

Não se acredita que Éric terá a votação semelhante que teve Fernando Pessoa quando foi candidato a deputado, logo porque ele não é de Tuntum, e, ainda, carrega consigo números razoáveis de rejeição dentro do próprio grupo, que pode também ser fruto de seus embaraços políticos em Barra do Corda.

Na visão geral, de acordo com os investimentos que estão sendo feitos, que é normal, o ex-prefeito barra-cordense, tem possibilidades claras de ser eleito deputado, não há dúvida. Não podemos esquecer que o seu maior quantitativo eleitoral deve vir de sua terra natal, que hoje conta com mais dois pré-candidatos da terra, Abigail Teles, esposa do prefeito Rigo Teles, e Gil Lopes, havendo um indicativo claro de que haverá o fatiamento do eleitorado naquela cidade. Mesmo diante da concorrência acirrada, segundo fontes, o ex-prefeito tem reais possibilidades de obter a maior votação naquele município.

Éric ainda não é uma figura muita conhecida no seio da sociedade tuntuense, ultimamente tem se mantido a meia distância, aparecendo de forma esporádica e sem tanto compromisso político, parecendo que ele está deixando tudo a cargo do cunhado, que pode ser uma espécie de retribuição de Fernando pelo que recebeu de Éric do Passado.

Só que Costa não está sozinho no páreo, ele terá que enfrentar um candidato com muita aceitação popular em Tuntum, podendo haver muita dissidência do eleitorado cativo em detrimento de seu forte concorrente, Dr. Tema, homem ainda muito querido e de muito serviço prestado durante os seus longos cinco mandatos, com aquela velha e justa alegação: “não vou deixar de votar no de casa para votar no de fora”.

Como exemplo, relembramos a eleição do deputado Luís Coelho Batista, o ex-prefeito Luisão, oportunidade em que obteve uma votação esmagadora em Tuntum, fruto da fiel colaboração de seus opositores que declararam votar em alguém da cidade, aquele que está mais próximo, do que alguém de fora e sem compromisso com o povo. Para evitar essa previsível debandada de seu eleitorado, o prefeito terá que montar uma boa estratégia e partir para o corpo a corpo com uma política de convencimento popular e outros artifícios.

Dr. Tema, ex-prefeito de Tuntum em cinco ocasiões, figura como candidato a obter maior votação em Tuntum. Seu legado de homem popular e querido estão dando garantias de que terá uma votação expressiva no município. Pelas análises junto a população e a própria atmosfera política, Dr. Tema é o mais querido, tendo uma baixa rejeição diante do eleitorado. Segundo as expectativas e a própria visão de quem vem acompanhando o processo político, Tema Cunha tem possibilidades reais de atingir a casa de mais de 7 mil votos em Tuntum.

Em todo contexto, as chances de o ex-prefeito ser eleito são reais e claras, já que vêm obtendo em toda extensão do estado muitos apoios, inclusive em São Luís, capital, além de apoios em vários municípios. Além desses fatores, seu partido, o Podemos, têm uma legenda que não é alta, que está na casa dos 25 mil votos, que talvez seja a mais baixa para um candidato ser eleito, redobrando ainda mais todas as possibilidades de sua eleição.

Em Tuntum, Dr. Tema terá, com certeza, sua maior votação, votos que virão de ambos os lados, alicerçados pelas políticas de paz, amor e sem perseguição que fez no passado, além da grandeza solidária que sempre teve com os que lhe procuraram em momentos difíceis. Esses e outros fatores, como um grande pool de obras, serão os principais carro chefes da campanha de Tema Cunha em Tuntum, sendo seu principal cabo eleitoral sua história de passado recente, ainda muito vivo na mente das pessoas, feita com luta e amor pelos tuntuenses.

Os reflexos das administrações de Cleomar Tema lhe renderam fama nos municípios circunvizinhos, principalmente com uma política de saúde pública, oportunidade em que seu hospital era aberto a toda população da região para serviços não oferecidos em outros municípios, principalmente de cirurgias eletivas. Municípios como Presidente Dutra, São Domingos, Santa Filomena, Graça Aranha, Dom Pedro, Governador Archer e outros, tiveram centenas de beneficiados, pessoas que hoje recordarão e buscarão retribuir o bem que receberam.

O embate vai ser duro e pode até trazer novidades, mas Tema Cunha é o franco favorito em Tuntum, podendo ser também uma surpresa na região...     


quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Maranhão tem o primeiro caso de varíola dos macacos


Foi confirmado o primeiro caso da varíola dos macacos (Monkeypox) no Maranhão. A informação foi postada pelo ex-secretário de Saúde, Carlos Lula.

“Primeiro caso positivo de monkeypox confirmado no Maranhão. Como sempre lamentamos a resposta tardia do Ministério da Saúde a uma emergência de saúde global. Afinal de contas, cadê a vacina?”, cobrou Lula.

O primeiro caso confirmado é um homem de 42 anos, residente em São Luís, com comorbidades, sem histórico de viagem, e segue sendo acompanhado no hospital Dr. Carlos Macieira. O quadro clínico permanece estável.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão, até ontem, informou que havia quatro casos suspeitos de Varíola dos Macacos no estado. São pessoas do sexo masculino de São Luís, São José de Ribamar, Buriticupu e Barão de Grajaú. Johncutrim

PF realiza operação em Imperatriz envolvendo 1,5 milhões de dólares

 

Na manhã desta quarta-feira (10), a Polícia Federal de Imperatriz/MA deflagrou a operação “Bit Tracking” com o objetivo de desarticular grupo criminoso que se dedica à prática de crimes cibernéticos.

A investigação teve início após notícia encaminhada pelo FBI, via cooperação jurídica internacional, indicando que brasileiros haviam subtraído aproximadamente 1,5 milhões de dólares (aproximadamente seis milhões de reais) em bitcoins administrados por uma plataforma de criptoativos situada nos Estados Unidos da América.

Após notícia do órgão americano, a Polícia Federal aprofundou as investigações, seguindo o rastro dos valores, e identificou as pessoas responsáveis pela conduta criminosa.

A investigação demonstrou o caminho dos valores, passando por carteiras digitais, até serem convertidos em reais e creditados em contas correntes de brasileiros residentes na cidade de Imperatriz.

Nesta data, cerca de 40 policiais federais estão dando cumprimento a 9 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal de Imperatriz, em virtude de representação feita pela Polícia Federal.

Tais medidas tem por objetivo buscar elemento de prova que indiquem a participação de outros membros do grupo criminoso, bem como recuperar ativos financeiros subtraídos.

“Bit Tracking” significa rastreamento de Bitcoin e faz referência à metodologia utilizada na presente investigação que seguiu o rastro do dinheiro até chegar aos responsáveis pela prática criminosa.

Os envolvidos irão responder pelos crimes de furto qualificado mediante fraude (Art. 155, §4, II, do Código Penal) combinado com o crime de Associação Criminosa (art. 288, Caput, do Código Penal), podendo ser condenados a penas de até 11 (onze) anos de reclusão.

Por que o prefeito Fernando Pessoa deixou Roberto Rocha e voltou a apoiar Flávio Dino?

 


A mudança de postura na política é muito comum entre a classe de políticos, hoje defende os ideais de 'Y' e amanhã já defende o de 'X', como se o eleitorado tivesse a obrigação de seguir fielmente as regras e seus pensamentos, muitos favoráveis aos anseios particulares.

Na manhã de hoje (10) a blogosfera divulgou que o prefeito de Tuntum, Fernando Pessoa (PTB) anunciou que irá apoiar novamente o ex-governador Flávio Dino. Há pouco mais de um mês, Pessoa havia declarado em um ato público na praça de eventos que seu apoio era de Roberto Rocha (PTB), candidato ao senado da coligação que apoia Weverton Rocha (PDT) ao governo do estado. 



Segundo fontes próximas, a decisão do prefeito tuntuense teria sido possivelmente em razão de uma generosa oferta do senador Roberto Rocha, fruto de uma emenda parlamentar para a área da saúde. Mesmo sendo agraciado pelo então governador Flávio Dino com vários projetos em Tuntum, Fernando Pessoa não parou para pensar e nem olhou para trás, seguiu as orientações de seu "comandante", o senador e candidato ao governo Weverton Rocha.

O que fez o prefeito de Tuntum tomar essa rápida atitude? Essa pergunta passou a ecoar na cabeça de muita gente, tanto opositores como os seus seguidores, que ainda estão um pouco atordoados com a repentina decisão, a maioria sem entender nada. FP já estaria supostamente buscando proteção após a possível derrota de Weverton? Estaria buscando guarida sob os braços de Flávio para eventuais problemas com a justiça? Ou teria desembarcado na campanha de Dino por que sua primeira suplente é a esposa do deputado Othelino Neto, seu amigo, que terá largas chances de assumir o senado com a vitória de Lula?

Uma coisa é certa, FP não voltou pelo remorso da traição, de graça ou atoa, algo pode ser lucrativo para ele e seu governo. E com a decisão, o que pensa agora Weverton Rocha, está se sentido traído? O certo é que para nós eleitores a decisão passa a ser uma incógnita cercada de muito mistério. Uma coisa é certa, FP não dá murro em ponta de faca... 


Brandão anuncia nomeação de mais de 300 policiais

 


O governador Carlos Brandão (PSB), amanheceu a quarta-feira (10), comunicando boas notícias através de sua conta pessoal do Twitter. A Segurança Pública vai ganhar uma reforço com a nomeação de militares e policiais civis, o que visa garantir um maior bem estar para a população. Já no setor de Segurança Alimentar, o chefe do Palácio dos Leões, anunciou o inicio de café da manhã todos os dias e feijoada aos sábados nos Restaurantes Populares.

O primeiro grande anúncio, representa um ganho para a Segurança Pública, uma vez que 300 policiais militares e 39 policiais civis estão sendo nomeados, todos aprovados no último concurso público realizado.

Já o segundo feito nesta quarta-feira, acaba sendo um alento para milhares de maranhenses, pois a partir de agora, eles passam a contar com duas refeições no Restaurantes Populares, o café da manhã e o almoço. E aos sábados, passa ter feijoada em todas as unidades.

terça-feira, 9 de agosto de 2022

TUNTUM: Vereador iniciou trama para impedir licença de Fernando Pessoa

 


Por pouco o prefeito Fernando Pessoa (PDT) não teve seu pedido de licença reprovado pelo plenário da Câmara de Tuntum. Para que tivesse êxito, o mandatário teve que contar com o apoio de dois vereadores da oposição, já que seu time não estava completo na Casa Legislativa.

Mas antes mesmo do projeto ser votado, um  vereador, hoje da base governista, andou mexendo os 'pauzinhos' para evitar o 'descanso' do prefeito, e, principalmente, evitar a ascensão do vice-prefeito Nelson do Naxin como chefe municipal, mesmo que somente por 60 dias.

O devido vereador, acreditem se quiser, procurou socorro sabe onde? No seio de seu ex-grupo, porém, não encontrou o asilo que queria. Segundo relatos de uma fonte fidedigna, o edil contatou um assessor muito próximo do ex-prefeito Dr. Tema e narrou a urgente necessidade de barrar a aprovação da licença, pedindo a ele que intercedesse junto a Tema Cunha, para que o mesmo orientasse sua base de oposição, quatro vereadores, a não votarem a favor da licença.

O assessor, já passado na casca do alho, nem se quer comunicou as súplicas do vereador, só repasando as informações do caso depois da votação. Com a preocupação queimando seu neurônios, o dito vereador ainda contatou um colega de parlamento pedido seu apoio para a empreitada, mas tudo foi em vão, com o apoio da oposição Fernando Pessoa conseguiu se licenciar.

Fontes do blog que conhece os meandros do Poder Legislativo tuntuense, afirmaram que o problema em si não era o prefeito, mas o vice Nélson. A edilidade que tramou as artimanhas, queria evitar que o sertanejo chegasse ao comando do município, mesmo que fosse só por 60 dias, pois seria duro vê seu arquirrival obter o status de prefeito e aumantar sua influência de poder.

A briga entre as duas 'feras' já vêm rendendo alguns capítulos, típico de novela mexicana, com muito choro e humilhação de uma das partes, que não se contenta em estar fora do poder, não aceitando, jamais, calçar as sandálias da humildade, se submetendo aos piores constrangimentos, inclusive aquele de não poder estar em um determinado local porque alguém vai estar lá. Eita falta de amor próprio!


ENTREVISTA: Weverton mostra pouco convencimento e defende orçamento secreto

 


“Estou preparado”, “Conheço os 217 municípios”, “Se estou liderando a Frente Ampla (de Oposição) é porque tenho capacidade”, “Tenho coragem de virar a chave”, “Não sou marionete de ninguém”. Tais afirmações são do senador Weverton Rocha (PDT), feitas ontem na condição de primeiro candidato ao Palácio dos Leões a ser sabatinado na programação do portal Imirante, iniciada ontem. Ao longo de 1 hora, tempo em que discorreu sobre quatro – cultura, saúde, administração e educação – dos dez temas colocados para sorteio, o candidato do PDT fez um esforçado malabarismo verbal para mostrar o seu preparo e divagar sobre o seu projeto de ser o grande opositor do ex-governador Flávio Dino (PSB), ao fazer críticas pouco consistentes ao seu governo e à continuidade comandada pelo governador Carlos Brandão (PSB), seu principal adversário na corrida às urnas. Em meio a respostas e explicações, Weverton Rocha declarou uma única vez, sem nenhuma ênfase, que “faço oposição ao presidente Jair Bolsonaro” (PL), sem ter feito qualquer menção crítica ao governo dele. Além disso, defendeu o chamado “orçamento secreto”, garantindo ser algo “normal”.

Ao iniciar sua abordagem sobre cultura, ele revelou que está inspirado no conceito de “maranhensidade” (formulado no Governo Jackson Lago (2007/2009) pelo poeta e compositor Joãozinho Ribeiro), sem, no entanto, deixar clara sua interpretação sobre tal identidade cultural. No mais, divagou sobre as diferenças culturais e regionais do Maranhão, argumentando que a cultura maranhense “vai muito além de São Luís”. Ao mesmo tempo, defendeu a necessidade de uma política em que a cultura esteja associada ao turismo, falando também de ações incentivando a produção audiovisual da cultura maranhense, mas sem oferecer argumentos que dessem sentido mais visível ao seu ideário cultural. Também falou muito em “diálogo” e na formação de “conselho”, para não tomar decisões sozinho.

Quando falou de saúde, fez de conta que o Maranhão é um estado sem uma política eficiente para a área. Suas respostas surpreenderam, à medida que nelas ele omitiu ostensivamente os grandes investimentos feitos no Governo Flávio Dino na área de saúde, também fazendo questão de ignorar que, por conta dessas ações, o Maranhão foi o estado que proporcionalmente registrou o menor número de óbitos na guerra contra o novo coronavírus. Para ele, o modelo de saúde é o Hospital do Amor, um centro de diagnóstico de câncer que conseguiu para Imperatriz e região. Quando perguntado sobre esquemas de corrupção com recursos da saúde em municípios de prefeitos aliados dele, denunciados pela revista Piauí, o senador minimizou a denúncia de desvios em Igarapé Grande, cujo prefeito é Erlânio Xavier (PDT), presidente da Famem e homem forte da sua campanha. Segundo ele, o hospital de Igarapé Grande produz oxigênio e o distribui para municípios da região, driblando a pergunta sobre a denúncia de corrupção.

O candidato do PDT começou sua abordagem sobre educação dizendo-se inspirado nos Cieps feitos pelo governador Leonel Brizola, nos anos 70, no Rio de Janeiro. Prometeu “preparar melhor” o quadro de professores, e criticou os índices de avanços na área no Governo Flávio Dino. Não disse uma palavra sobre a grande revolução educacional daquele Governo, com o programa Escola Digna, não disse uma palavra sobre os avanços na implantação da escola de tempo integral e pareceu desconhecer a existência dos Iemas.

Em ralação à administração pública, senador Weverton Rocha – que só ocupou dois cargos públicos: secretário de Juventude no Governo Jackson Lago e assessor do Ministério do Trabalho na gestão de Carlos Lupi, presidente nacional do PDT -, disse ficar à vontade com o tema por ter formação superior em Administração. Perguntado sobre como, se eleito, cuidará da máquina administrativa diante da escassez financeira agravada pela redução do ICMS dos combustíveis, ele usou a frase mágica usada por todos os candidatos: “Vamos reduzir os custos e gastar melhor”, sem dizer exatamente o que isso significa na prática. Já falando sobre equilíbrio fiscal, ele prometeu “zerar” o ICMS dos produtos da cesta básica.

No campo da política, o senador Weverton Rocha deixou um pouco a modéstia de lado quando se declarou líder da “Frente Ampla de Oposição” e se definiu como municipalista. Classificou de “desonesta” a iniciativa do governador Carlos Brandão ao pedir à Justiça a suspensão do pagamento de uma parcela (R$ 350 milhões) diante da perda de arrecadação do ICMS dos combustíveis. Além disso, criticou a linha de ação política do ex-governador Flávio Dino, demonstrando sua inconformação por não ter sido o escolhido para sucedê-lo.

Em Tempo: O senador Weverton Rocha foi entrevistado pelos bons e experientes jornalistas Carla Lima, âncora do programa, Gilberto Léda e Ronaldo Oliveira. RepoterTempo

segunda-feira, 8 de agosto de 2022

Fabio Macedo visita Tuntum, Pinheiro, Vitória do Mearim, Bequimão e Santa Filomena

 


O deputado estadual Fábio Macedo participou de eventos importantes nas cidades de Pinheiro, Tuntum, Vitória do Mearim, Bequimão e Santa Filomena, que marcaram o início oficial da campanha política de 2022, onde o parlamentar vai pleitear uma vaga na Câmara Federal.
“Tivemos um final de semana intenso, onde visitamos as nossas bases e lideranças políticas, que realizaram grandes eventos para apresentar oficialmente a nossa candidatura dr deputado federal. Em cada cidade recebemos o carinho e o apoio da população e isso nos dá a confiança para seguir em frente, trabalhando cada vez mais em prol da população maranhense”. 
Em Pinheiro, na sexta-feira (05), ao lado do deputado estadual Leonardo Sá, Fábio participou de uma café da manhã com mais de 50 lideranças no município. À noite, uma grande festa foi realizada para receber a caravana do “Maranhão não pode parar”, que contou com a presença do governador Carlos Brandão.
No sábado (06), as agendas tiveram início em Bequimão, onde a comitiva de Macedo esteve em um café da manhã com a população, organizado pelos vereadores Vetinho, Chico Ferreira, Edilson e Sassá. Em seguida foi recebido para um almoço em Tuntum e também participou de um grande evento promovido pelo ex-prefeito e candidato a deputado estadual, Tema Cunha. O dia foi finalizado em Matinha, com a apresentação de Fábio como candidato a deputado federal pelo líder e ex-prefeito Beto Pituxa.
Já na manhã de domingo(07), Fábio esteve em Vitória do Mearim, no evento promovido pela sua liderança no município, Aciole Varão. À tarde foi recebido pela população de Santa Filomena, onde participou de um grande arrastão na cidade, realizado pelo ex-prefeito, Idan Torrres.
Baixada Maranhense 
Ainda como parte das agendas de campanha, Fábio Macedo, ao lado do candidato a deputado estadual Hemetério Weba, estiveram na quinta-feira(04), em uma vasta agenda pela baixada maranhense, nas cidades de Santa Luizia do Paruá e Presidente Médice. Ainda foram recebidos pela prefeita de Nova Olinda do Maranhão, Iracy Weba, que promoveu um grande ato político no município.

Câmara de Joselândia aprova três projetos do Executivo que fortalecem a educação

 


Visando uma política de reestruturação e modernização da educação de Joselândia, o Chefe do Executivo Municipal, prefeito Raimundo Zuca (PDT), obteve a aprovação de três importantes projetos na Câmara, que, com certeza, dará maior qualidade nos serviços educacionais prestados.

Antes da votação e aprovação, o secretário de Educação, advogado Dr. Éder Amador, fez a apresentação dos projetos e esclareceu aos edis a necessidade da aprovação, destacando a utilidade de cada um para dinamizar ainda mais a estrutura da pasta e gerar mais oportunidades de aprendizado aos estudantes, principalmente  com a implantação do  Centro de Aprendizagem Musical de Joselândia (Escola de Música), que dará privilégio àqueles que estiverem na sala de aula.


Na mesma oportunidade foram aprovados a criação da Ouvidoria Municipal da Educação e a também criação da Banda Marcial Municipal, Dr. José Brito. 

O projeto que dará poderes para a criação e implantação da ouvidoria em âmbito municipal é uma inovação na área, não só no município, mas também na região, já que são poucas as cidades que usam desse planejamento de participação direta daqueles que usam e participam da estrutura do sistema de educação, dando sugestões de melhoria e até denunciando omissões de casos, desvios ou abusos. Pela dimensão do projeto e pelo alcance da população, a gestão só reafirma que seus preceitos e princípios são democráticos.

O outro projeto aprovado de larga importância, a Banda Marcial Municipal, assim como o primeiro, é outra conquista valiosa dos estudantes e para toda estrutura de ensino, que daqui em diante terá seu próprio corpo para estar à frente das comemorações cívicas e datas comemorativas.


Na mesma oportunidade ainda foi apresentado o projeto Gestão Democrática, que por falta de tempo hábil será apreciado e votado na próxima segunda-feira, mas a expectativa é que também seja aprovado depois de passar pelos trâmites legais.

O secretário Dr. Éder Amador vê o momento com bastante entusiasmo, classificando as futuras conquistas como importante para incentivar e fortalecer os laços educacionais. "Vejo com bons olhos a aprovação dos projetos, que são conquistas da educação e dos estudantes, que na verdade só tem a incentivar e fortalecer os laços da educação em nosso município, isso sem esquecer a vontade e o apoio do prefeito Raimundo Zuca para que tudo venha acontecer", comentou ao blog.


domingo, 7 de agosto de 2022

Policiais do 18º BPM apreendem drogas, moto, celulares roubados e arma em Dom Pedro

 

Por Adonias Soares - Durante uma operação de rotina na cidade de Dom Pedro com o objetivo de combater o tráfico de drogas muito intenso naquele município, uma guarnição da Polícia Militar chegou ao o bairro conhecido como “Caveirão”. Toda ação aconteceu por volta das 22h da noite deste último sábado (06/08)

De acordo com os militares, no início da abordagem policial alguns elementos fugiram em direção ao matagal, foi nesse momento que os PMs fizeram uma varredura no local.

“Encontramos uma Moto Titan vermelha com restrições de roubo e que havia sido roubada na cidade de Santo Antônio dos Lopes, como também 689 gramas de maconha, 87 gramas de cocaína, pedras de crack e dois aparelhos celulares produtos de roubo que os elementos teriam subtraídos em um assalto no posto aliança na cidade de Dom Pedro na noite anterior, sendo que foi encontrado também uma arma de fogo tipo carabina que foi alterada para o cal.22. Foi encontradas também duas facas, uma quantia de 10,95(dez reais e noventa e cinco centavos), uma balança de precisão que estava sendo usada para pesar as drogas no momento da venda, também tinha uma camisa preta que um elemento teriam usado no momento do assalto no posto aliança”, relatou a Guarnição.

Ainda de acordo com a polícia, “a droga estava dividida em 73 pedras de maconha prensada, 03 pedras médias e 13 papelotes de cocaína, no ponto para comercializar”.

A Polícia Militar os suspeitos conseguiram fugir pelo matagal. Todo material juntamente com a motocicleta foi encaminhado para a delegacia regional de Presidente Dutra para as providências cabíveis.

ORÇAMENTO SECRETO: Tuntum e mais 15 municípios vão ser fiscalizados por suspeitas de desvio de recursos

 

Os municípios de Igarapé Grande e Bela Vista do Maranhão serão os primeiros alvos da auditoria conjunta na área da Saúde aprovada nesta semana pelo Pleno do TCE. Incorporada ao Plano de Ação do Tribunal para este ano, a fiscalização atende à deliberação da Rede de Controle da Gestão Pública do Maranhão, e envolverá um total de 16 cidades maranhenses em ações conjuntas e imediatas.

A apuração ocorre após denúncia da revista piauí apontando possíveis desvios de recursos públicos do chamado orçamento secreto vinculados à saúde em vários municípios maranhenses (saiba mais).

“O Plano Bienal de Fiscalização estabelece como área de atuação justamente os temas da Saúde, envolvendo aquisição de materiais hospitalares e processos de contratação de prestação de serviços médicos e demais serviços de saúde”, diz uma nota emitida pelo TCE na semana passada.

Os outros 14 municípios a serem fiscalizados nessa etapa são: Afonso Cunha; Bernardo do Mearim, Vitorino Freire, Lima Campos, São Francisco do Maranhão, Lago dos Rodrigues, Tufilândia, Fernando Falcão, Bom Lugar, Junco do Maranhão, Tuntum, Pedreiras, Caxias e Santa Quitéria do Maranhão. Do GilbertoLéda