terça-feira, 3 de maio de 2011

Bin Laden e o Maranhão…

 por Marco D'Eça
Parente de Bin Laden seria casado com maranhense

O terrorista Osama Bin Laden, executado domingo, no Paquistão, por tropas dos Estados Unidos, tem – ou teve – tênues ligações com o Maranhão.
A mulher identificada por Isabel Cristina Bayma, é natural de Codó, mas mudou-se desde criança para os Estados Unidos.
Lá, conheceu o irmão de Bin Laden, Khalil Mohammed Bin Laden, quando ambos estudavam em uma universidade americana.
Na época dos atentados às Torres Gêmeas, em Nova York, Isabel foi entrevistada por uma equipe do SBT. Falando em português e inglês, ela mostrou-se pouco à vontade para falar sobre o cunhado.
A história da cunhada do terrorista também foi destaque na revista Época.
A notícia da morte de Bin Laden reacendeu as discussões sobre a relação com Codó, onde a família Bayma ainda tem remanescentes.
De acordo com o blog “É Brincadeira”, de Marcelo Rocha, a imprensa nacional voltou a sondar familiares de Isabel Bayma sobre a relação com Bin Laden.
A mãe de Isabel Cristina é a mineira Geni Castanheira Bayma, que foi casada com o músico carioca Luís Bonfá, com quem morou na Califórnia. As duas filhas do primeiro casamento de Geni – entre elas a maranhense de Codó – viveu com o casal nos Estados Unidos.
Isabel Cristina Bayma Bin Laden moraria hoje no Oriente Médio, com o marido, empresário milionário e sem ligações com o terrorista.

11 comentários:

  1. Companheiros, o Sinproesemma precisa ser mais ágil na divulgação do resultado destas reuniões para a categoria. O site do sindicato não pode estar repetindo notícias do dia anterior ou Torneio de Futebol neste momento. A categoria precisa de informações atualizadas diariamente. Quanto a posição do governo da Roseana já sabemos. Este Governo nunca teve proposta financeira para a categoria e ainda fica divulgando projeto para a melhoria da educação deste Estado que é a pior do mundo por conta da gestão desastrosas de sucessivos governos. Cabe, agora, o Sinproessema levar pra categoria em assembléias regionais o resultado destes encontros e deixar a categoria decidir o que fazer. Lutar sempre, sem perder a vergonha de lutar!

    ResponderExcluir
  2. Profº Jean Carlos Gonçalves.3 de maio de 2011 10:25

    Os Bayma é uma das dezenas de famílias sírio-libanesas que chegaram ao Maranhão entre a segunda metade do século XIX e as primeiras décadas do Novecentos. Grandes comerciante e empreendedores os sírios-libaneses contribuíram enormemente para o desenvolvimento da economia maranhense, especialmente na indústria e no comércio, quando o Maranhão era um seleiro agrícola até meados do último século. Alguns deles ocuparam e ocupam cargos políticos importantes e também em outras áreas. Com a decadência da agricultura maranhense grande parte desses empresários migraram para outros Estados e outros setores da economia, especialmente, para o Rio de Janeiro, que era a capital Federal até 1960.

    Profº Jean Carlos Gonçalves

    ResponderExcluir
  3. GOVERNO NÃO APRESENTA PROPOSTA E GREVE DOS PROFESSORES CONTINUA.

    O professor Antonísio, um dos presentes na reunião que iniciou por volta das 20 horas, por atraso da Secretária Olga Simão, e que terminou depois das 23 horas, nos relata a revoltante postura desse (des)governo inescrupuloso e carcomido que precisa ser tratado com a reciprocidade devida.

    Diz Antonísio na comunidade do orkut SOS Professor :

    Companheir@s, na reunião de hoje o governo foi representado pelo vice-gov Washington Oliveira, Olga Simão e Rodrigo Comerciário.

    Os agentes do governo reafirmaram os pontos já acertados na última reunião, entretanto, disseram que na questão do reajuste salarial eles não apresentariam nenhuma proposta pois, nesse aspecto, o governo vai aguardar a publicação do acordon pelo STF. Nós argumentamos de várias formas e dissemos que isso era, no mínimo, má vontade do governo que demonstra insistir na não aplicação da lei do PISO.

    O governo tem dito durante todo o processo de negociação que a questão financeira é o gargalo dessa disputa, porém, nos chama bastante atenção que o governo não apresenta nenhum número que dê a mínima sustentação para seu discurso.

    Nós, apesar de toda a nossa limitação, temos levantado com muita propriedade esses números e eles demonstram que o discurso do governo é infundado.
    Concluímos a reunião com esse impasse e fomos ao acampamento. Lá informamos os companheiros do acontecido e decidimos manter a luta, com mais radicalização da nossa categoria nos próximos atos.

    Atenção! Permanecemos na luta pois o governo demonstra está bastante incomodado com os desdobramentos que a nossa greve tem tido.

    ResponderExcluir
  4. "seleiro", prof. Jean? Eles fabricavam selas?

    ResponderExcluir
  5. Deusimar, todos os jornais do mundo estão postando esse noticia ridícula do Osama. por favor poste noticias do nosso municipio. tem muitas

    ResponderExcluir
  6. esse tal de profº Jean carlos é muito babaca, fais alguma coisa pela educação do maranhão, deixa de inventar coisas. isso da nojo uuuuuuu!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. TEM EDUCAÇAO SEU ANAFABETO RESPEITA O DIREITO DO HOMEM

    ResponderExcluir
  8. Professores de Balsas denunciam descaso com a educação pública

    Em relatório encaminhado à Unidade Regional de Balsas e ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (SINPROESEMMA), os professores de Balsas, em greve há 65 dias, denunciam as péssimas condições das escolas da rede pública estadual do município.

    Os professores fizeram um levantamento minucioso da realidade atual das escolas e pedem providências aos gestores estaduais para a resolução dos problemas vivenciados diariamente por profissionais de educação e estudantes das escolas estaduais de Balsas. Leia o relatório abaixo:


    Prezada Gestora da Unidade Regional de Balsas,
    Considerando a magnitude da importância da educação escolar para o exercício da cidadania plena e para o desenvolvimento de um país, cujo paradigma tenha como referências a justiça social, a solidariedade e o diálogo entre todos, e, diante da demora e da intransigência do Governo do Estado em negociar o fim da greve com os Trabalhadores da Educação, manifestamo-nos contra a atual realidade das escolas estaduais da Regional de Balsas.

    Vimos, por meio deste, registrar o abandono, o descaso e o sucateamento das escolas públicas da Rede Estadual de Ensino na Unidade Regional de Balsas com uma descrição minuciosa dos problemas, obstáculos e desafios, a fim de superarmos e podermos construir uma educação que fomente a cidadania.

    Esses são alguns dos problemas enfrentados em nosso cotidiano:
    • As péssimas condições físicas das escolas, em especial as escolas Centro de Ensino Padre Fábio Bertagnolli e Unidade Escolar José Pereira de Sousa de Balsas, Escola Vitorino Freire, em Alto Parnaíba-MA entre outras.
    • Ausência nas escolas de espaço para recreação, auditórios, refeitórios, reuniões, apresentação de seminários, aulas de retórica e etc.

    ResponderExcluir
  9. • Faltam auxiliares de serviços gerais e de secretaria em todos os estabelecimentos de ensino. Motivo: nunca mais o governo do estado fez concurso público.
    • Ausência de profissionais para substituir professores em licenças médicas e/ou outras. Pois quando necessária a substituição, os alunos ficam sem aulas, enquanto durar a licença.
    • Cedência de Profissionais para o Município, exercendo outras funções, e o mais comum apadrinhamento político, estes ganhando sem trabalhar, e ainda não deixando de ser uma vergonha;
    • Atraso na concessão de Licença Prêmio;
    • Professores contratados sem a devida qualificação (Administradores, contadores, psicólogos e etc.) ou alguns outros profissionais que têm Licenciatura estão ministrando aulas, em disciplinas, para as quais não estão habilitados;
    • As escolas estão sendo roubadas, saqueadas, furtadas. Motivo: os funcionários das empresas de vigilância que são terceirizados, estão há quatro meses sem receber seus salários.
    • Falta planejamento do calendário letivo que muda constantemente, conforme decisões repentinas vindas da Regional de Educação;
    • Ameaça, intimidação, chantagem de gestores e supervisores contra os professores que decidiram aderir a greve dos educadores;
    • Escassez de quadros-brancos, livros, material de expediente na maioria das escolas;
    • Nas escolas que têm biblioteca, laboratório de ciências e de informática, os mesmos estão sem funcionamento. Motivo: Não há profissionais capacitados. As máquinas e os equipamentos estão ultrapassados e obsoletos. Na maioria das escolas esses espaços nunca funcionam.
    • Os recursos pedagógicos não existem. Estamos reféns, em pleno século XXI dos mimeógrafos e retro-projetores que vivem com as lâmpadas queimadas, sem falar no uso do GIZ.
    • Faltam profissionais e espaço, nas escolas, para fazer a merenda escolar, que obriga vários diretores a camuflarem os itens oferecidos. Já a SEDUC exige alimentação natural e saudável, no entanto, não fornece meios.
    • Faltam quadras poliesportivas, pois as que existem estão foras de padrão, além de faltar material esportivo como bolas, redes, etc.
    • Falta transporte escolar para os estudantes das áreas rurais, pois estes utilizam os da rede municipal, sendo às vezes chantageados e humilhados. Aos sábados sempre faltam, pois na rede municipal não existe aulas aos sábados.
    • Faltam escolas de Ensino Médio, pois temos inúmeros anexos que estão funcionando em prédios da rede municipal sem falar no excesso de alunos nas turmas;
    • Todo ano é sempre a mesma coisa. Atraso no início do ano letivo. Planejamento deficitário, que não atende às necessidades do calendário letivo.
    • Falta água na maioria das escolas, ou elas não tem cisternas ou caixa d’água, ou ainda, bombas para enviar a água do reservatório para as torneiras.
    • Os banheiros são sujos, imundos, fétidos, tornando-se portas de entrada para doenças.

    Professores da Rede Estadual de Balsas

    ResponderExcluir
  10. "seleiro", prof. Jean? Eles fabricavam selas? Essa é uma profissão como todas , e vc tal vez ñ faz nada vive só de fazer fofoca ,e mentiras sua burra........imprestavel

    ResponderExcluir
  11. lobão, vc tem é medo de divulgar as noticias do caso do juiz desta comarca.

    ResponderExcluir