terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

CARNAVAL: Mara Pavanelly e companhia animam o carnaval de Tuntum


A tradição prevaleceu, Tuntum fará parte do calendário carnavalesco da região, a decisão oficial saiu hoje com a divulgação das bandas que animarão a festa momesca durante quatro dias no balneário da Tiúba. Por mais uma vez, de forma justa, a Secretaria de Cultura vai prestigiar as bandas locais, Luizinho dos Teclados e Essência do Forró serão as atrações tuntuenses.
As demais atrações são Samba Ceuma, conhecida banda de São Luís; Swing da Madame, que também participará de outros bailes na região; a super atração Mara Pavannely, cantora conhecida em todo norte e nordeste, agora acompanhada de Gerrard Lima; ficando para a última noite, o valorizado Gilvan Frazão, prata da casa, hoje radicado em São Luís, que dividirá o palco com o Swing Top. 
Agora é aguardar para prestigiar mais um Carnaval da Alegria promovido pela Secretaria de Cultura com o apoio da prefeitura. 

CONVOCAÇÃO: Sicoob de Tuntum



O SICOOB Centro Leste Maranhense convoca todos os seus cooperados para se fazerem presentes hoje (21), às 19h na pré-assembleia de prestação de contas do exercício de 2016. A reunião acontecerá na própria agência, localizada na praça São Francisco de Assis.

Participe!

SICOOB - Faça parte.

PM e namorada são encontrados mortos dentro de uma casa em Teresina


Polícia Civil investiga morte de sargento do Rone e namorada. Os dois foram encontrados mortos dentro de uma casa na madrugada de segunda-feria (20)Segundo a polícia, uma arma de uso pessoal do policial foi encontrada.
Delegado Francisco das Chagas Costa, o “Baretta” 


A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte do policial Leonardo Fábio Barros dos Santos, do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (BPRone), e da atendente de farmácia Samara Beatriz da Silva Pacheco, que mantinham um relacionamento amoroso há cerca de três anos. Os dois estavam desaparecidos havia três dias e foram encontrados mortos dentro da casa em que moravam, no bairro Bela Vista, zona Sul de Teresina, na madrugada de segunda-feira (20).
A última vez que Samara foi vista foi na sexta-feira (17/02), quando participou de um aniversário de uma prima. O delegado Francisco das Chagas Costa, o “Baretta”, já descobriu que o casal tinha um relacionamento conturbado. O policial já teria até efetuado disparos na residência dos pais de Samara.
"A família do policial nos acionou depois do desaparecimento do mesmo desde sexta-feira. Uma guarnição e o irmão do PM foram até a casa da namorada dele e encontraram o local fechado, mas com o carro e a moto na garagem. Como ninguém atendeu, os policiais entraram e pela janela do quarto viram os dois corpos no chão", relatou o comandante do BPRone, coronel Raimundo Sousa.
Segundo o comandante, ao se depararem com a cena, os policiais militares isolaram o local e acionaram a Delegacia de Homicídios, Perícia Criminal e Instituto Médico Legal (IML). Ele revelou ainda que uma pistola de uso particular do policial foi encontrada na casa, que não tinha sinais de arrombamentos.
"Apesar de ser uma pistola ponto 40, de uso restrito, a arma não era da Polícia Militar do Piauí. Familiares relataram que o casal tinha um relacionamento conturbado e os dois se conheciam desde os 14 anos. Apesar dessas informações, a motivação do crime ainda é desconhecida e pode ser confirmada apenas com a conclusão do inquérito", destacou.
O delegado Francisco Barêtta, titular da Delegacia de Homicídios, revelou que os corpos das vítimas estavam despidos. O policial morreu com um tiro na cabeça e namorada foi atingida com três disparos no rosto.
"No momento não podemos anteceder mais informações do caso. Vamos ainda montar uma linha investigativa para saber quem ouvir", comentou.
O policial encontrado morto atuava há 13 anos no BPRone e tinha um filho. O velório dele acontece na Associação dos Moradores do bairro São Pedro, enquanto da namorada é realizado na Vermelha, ambos na Zona Sul de Teresina.

Com informações do G1 PI

Médica encontra 'tampão' dentro de mulher no Piauí 20 dias após o parto


Educadora física teve o parto realizado na Maternidade Evangelina Rosa.
'Minha mulher chorou muito com a situação, foi humilhante', disse ex-jogador.
Após cesariana, ginecologista encontra tampão de pano dentro de mulher
Do G1 PI

Um casal denunciou em redes sociais que após 20 dias do nascimento do filho, foi encontrado um "tampão" (um tecido utilizado para estancar sangramentos pós-parto) dentro da mãe. O ex-jogador de futebol Erivaldo Veloso contou ao G1 que após a mulher passar mal em casa, a levou ao Hospital Geral do Buenos Aires, onde detectaram o problema.
“Ela estava sentindo muita dor e não conseguia urinar. Já tinham se passado 20 dias desde o nascimento do nosso filho e ela não melhorava. Levei ela ao Hospital do Buenos Aires e quando a ginecologista foi examinar, achou o tampão do tamanho de uma fralda dentro dela. Minha mulher chorou muito com a situação, foi humilhante”, contou.
Por meio de nota, a maternidade afirmou apenas que o caso está sendo investigado.
Assustada, a educadora física Thamara Macêdo contou que a ginecologista que a atendeu no Hospital do Buenos Aires explicou que é normal colocarem um tampão para estancar o sangramento, mas que ele deveria ter sido retirado no prazo máximo 24 horas depois do nascimento do filho.
“Foram 20 dias horríveis. Me sentindo mal, sentindo um mau cheiro em mim e não sabia o que era. Saí da maternidade (Evangelina Rosa) sem nenhum tipo de informação. Não me falaram do tampão, não me falaram quando devia voltar para retirar os pontos, nem marcaram o meu retorno após o resguardo. Apesar disso, achei que estava saudável. Meu medo era que eu tivesse pego uma infecção e só descobrisse quando não tivesse mais jeito”, relatou.
Na publicação realizada no perfil pessoal do ex-jogador no Facebook, que já tem mais de 2,8 mil reações e 1.078 compartilhamentos, Erisvaldo relata o fato e demostra indignação com a Maternidade Dona Evangelina Rosa, local onde o filho nasceu. Segundo ele, o que houve foi uma negligência do local.
“Estamos revoltados. Eu, minha esposa, nossa família, nossos amigos entendemos que o que houve foi uma irresponsabilidade, uma falta de atenção e cuidado com a paciente. E se tivesse acontecido o pior? A maternidade tem que assumir o erro e sofrer as consequências”, disse.

Em nota a Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) informou que foi acionado o Núcleo de Segurança do Paciente e os profissionais que estiveram presentes no procedimento irão discutir o caso. Ressaltaram ainda que a Instituição trabalha com transparência e que ao final da avaliação informará o que de fato ocorreu

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Sarney pede ao STF para retirar investigações de Sérgio Moro

Poder 360 e blog John Cutrim- O ex-senador José Sarney (PMDB-AP) pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) que retire da jurisdição do juiz federal Sérgio Moro as investigações sobre ele decorrentes da delação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. O pedido está na pauta desta 3ª feira (21.fev.2017) da 2ª turma do STF.
O peemedebista quer que as investigações relativas à delação de Sérgio Machado sejam conduzidas pelo STF ou então pela Justiça Federal em Brasília, ao invés de Sérgio Moro.
O nome de José Sarney é citado 49 vezes na delação de Sérgio Machado. O delator diz ter direcionado R$ 18,5 milhões ao peemedebista nos anos em que chefiou a Transpetro (2003-2014).
Segundo Machado, parte dos pagamentos a Sarney (R$ 2,25 milhões) foram feitos por meio de doações oficiais das empreiteiras Camargo Correa e Queiroz Galvão. O restante foi pago “mediante entregas de dinheiro em espécie”.
Além de possivelmente Sarney ter seu nome citado nas delações da Odebrecht que listam pagamento de propina, o ministro Edson Fachin, novo relator da Operação Lava Jato no STF, determinou abertura de inquérito para investigá-lo. Ao pedir autorização do STF para a instauração de inquérito destinado a apurar o crime de embaraço à Operação Lava Jato, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot se refere ao grupo formado por Sarney como ‘quadrilha’ e ‘organização criminosa’. Em delação premiada o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado revelou que Sarney recebeu propina de contratos da Transpetro durante nove anos, no valor total de R$ 18,5 milhões.
Leia aqui a íntegra da delação de Sérgio Machado (parte 1 e parte 2)

Uma das menções a José Sarney na delação de Sérgio Machado
A pauta da 2ª turma do STF também inclui uma petição do filho de Sérgio Machado, Daniel Firmeza. Os casos são relatados pelo ministro Edson Fachin, que assumiu a relatoria da Lava Jato após a morte de Teori Zavascki

Mizael Teixeira continua sendo o cantor mais requisitado da região




O cantor tuntuense, Mizael Teixeira, continua disparado sendo o músico mais requisitado de toda região. O Mizatop, como vem sendo comumente chamado pelos fãs, já está com a agenda lotada para se apresentar no período carnavalesco, são oito cidades em que ele dividirá o palco com grandes nomes da música nacional, uma contundente prova de que seu nome continua em alta e a cativar o coração do público jovem.

Superintendente Ricardo Lucena inspeciona ação do governo em Fortuna

Ricardo Lucena

Os desafios de Ricardo Lucena, superintendente regional de Articulação Política, não tem se limitado exclusivamente aos assuntos concernentes a sua função de articulador político na regional de Presidente Dutra, o homem de confiança do governador na região tem também desempenhado o papel, quando preciso, de inspecionar o andamento de obras e até cobrar a sua celeridade.
Ricardo inspecionando poço artesiano
Na última semana, Ricardo Lucena esteve na cidade de Fortuna, onde in loco verificou o andamento da reforma da escola Estado do Rio de Janeiro, obra que está transformando toda sua estrutura física. A Escola estava há décadas abandonada pelo poder público estadual. Confira o vídeo...    
video

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Maranhão é um dos poucos estados do país com as contas públicas em dia


Em meio a esta que já é uma das maiores crises fiscais que os estados brasileiros vêm atravessando, segundo dados do portal Compara Brasil e do Tesouro Nacional, o Maranhão é um dois oito entes da federação que conseguiram encerrar 2016 com as contas em dia, apresentando um superávit de R$ 72,5 milhões no orçamento estadual.

Ao contrário do que vem acontecendo com estados de economia mais robusta, que tiveram que parcelar salários dos servidores em atraso, o Maranhão mantém a folha de pagamento do funcionalismo estadual em dia, e é um dos poucos estados que consegue pagar os servidores com antecipação.

No início deste ano, e logo após o site de notícias G1 ter avaliado o governo do Maranhão como o segundo mais eficiente do país, o governador do Estado, Flávio Dino (PCdoB), destacou em um artigo, que “a combinação firme de investimentos públicos com políticas sociais” é a estratégia que sua administração vem adotando para desenvolver o Maranhão.

Apesar da crise, Flávio Dino conseguiu manter investimentos, obras, programas sociais e serviços públicos em seus dois primeiros anos de gestão. De acordo com o governador, os bons resultados obtidos são frutos de uma gestão pautada na responsabilidade fiscal e no corte de gastos supérfluos. Para Flávio Dino, a melhor maneira de enfrentar a atual crise econômica é “garantir o desenvolvimento do estado com gestão cuidadosa e responsabilidade fiscal”.

“Nos últimos 24 meses perdemos mais de R$ 1 bilhão em repasses federais, resultado da grave crise econômica que assola o país. As obras que brotam em todo o estado são fruto, acima de tudo, de uma filosofia principal: os recursos públicos devem servir ao bem comum”, frisou Dino.

De acordo com o Ranking Nacional dos Portais da Transparência elaborado pelo Ministério Público Federal (MPF), O Maranhão também passou a figurar entre os dez estados mais transparentes.

Efeitos da crise em outros estados

Com o descontrole da crise, estados com o Espírito Santo e o Rio de Janeiro viram o aumento vertiginoso da pobreza, do desemprego e do caos em setores essenciais, como o da segurança pública. A crise na segurança pública capixaba, por exemplo, resultou na morte de 149 pessoas e em uma onda de crimes por todo o Espírito Santo. No Rio de Janeiro, que registrou um déficit nas contas públicas de mais de R$ 8 bilhões em 2016, homens das Forças Armadas passaram a fazer o policiamento ostensivo na capital fluminense. A polícia do Rio reivindica o pagamento do décimo terceiro salário do ano passado e o pagamento de vencimentos atrasados por trabalho adicional durante os Jogos Olímpicos realizados em agosto de 2016.   

Enquanto isso, o Maranhão, que até 2014 era destaque na imprensa nacional e internacional com a barbárie instalada no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e com o crescimento da violência durante o último ano do governo Roseana Sarney, conseguiu, em 2015 e 2016, reverter consideravelmente esse cenário de caos e insegurança.

Nos primeiros dois anos de gestão, o governo Flávio Dino reduziu os índices de mortalidade por Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), em acidentes de trânsito e no sistema penitenciário. Ao todo, estima-se que foram 877 vidas salvas em 2015 e 2016. Os investimentos do programa estadual Pacto pela Paz, que colocaram 2.500 novos policiais nas ruas e garantiram a aquisição de 400 novas viaturas, também resultaram na redução dos índices.

Ainda de acordo com o governador, um novo modelo de gestão penitenciária vem garantindo que o Estado mantenha o controle do sistema prisional do Maranhão.

“Desde 2015 iniciamos a recuperação do controle do Estado sobre os presídios, com a reorganização de presos por celas e combate à entrada de armas, celulares e drogas. Enfrentamos a superlotação, com a construção e conclusão de cinco presídios que adicionaram 946 vagas ao sistema penitenciário do estado”, afirmou Dino.
do Jornal Pequeno

TRABALHO: Mirador recebe operação tapa buraco


As esburacadas ruas e avenidas de Mirador, herança da gestão passada, estão passando por uma providencial operação tapa buraco. Segundo o prefeito Roni Pereira (PCdoB), a determinação é para deixar todas as ruas e avenidas em boas condições de tráfego. "A ordem é para tapar tudo que é de buraco, deixando a cidade em boas condições para o tráfego", afirmou.
O trabalho que está sendo realizado é fruto de uma parceria com o Governo do Estado, que atendendo a reivindicação do prefeito, seu fiel aliado, mandou imediatamente a empresa responsável executar os serviços. Além da visível necessidade de restauração, o prefeito vinha recebendo constantes reclamações da população sobre o mal estado de conservação das vias da cidade, prejudicando, em certos locais, até a livre movimentação dos pedestres.
Ao ser iniciado os trabalhos hoje pela manhã (18), a população reagiu com satisfação e contentamento, apoiando a louvável atitude do prefeito em deixar a cidade livre dos buracos e mais organizada. As pretensões de Roni, em um futuro próximo, é de implantar um amplo serviço de pavimentação, principalmente para contemplar as áreas menos favorecidas. 

Flávio Dino antecipa pagamento do funcionalismo para antes do carnaval


O governador Flávio Dino antecipa salário do servidor para essa sexta-feira gorda de carnavalO governador Flávio Dino anunciou neste domingo (19) que os servidores públicos receberão os salários relativos ao mês de fevereiro na próxima sexta-feira (24), antes do sábado gordo de Carnaval.
A decisão vai beneficiar cerca de 112 mil servidores e injetará na economia aproximadamente R$ 730 milhões. 
A medida beneficia especialmente o comércio informal, formado em sua grande maioria por pessoas mais necessitadas, que têm o seu maior faturamento durante a folia momesca.
A antecipação do salário será um incremento na distribuição de renda promovida durante os eventos culturais. É também uma mostra da competência do governo em enfrentar a crise econômica, ao contrário de outros estados que estão com os pagamentos do funcionalismo em atraso.
GilbertoLima 

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Ministro da Saúde garante a prefeitos rever questão da per capita no Maranhão

Em reunião realizada na última quinta-feira (16) com prefeitos e deputados maranhenses, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, garantiu a revisão do teto da saúde no estado, atendendo à reivindicação da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, cujo presidente, prefeito Cleomar Tema (Tuntum), destacou ser a hora de uma força tarefa para que estabeleça pelo menos a média nacional quanto aos valores repassados às cidades.
O encontro com o ministro foi parte de um movimento deflagrado pela FAMEM, quelevou 90 prefeitos à Capital Federal e, no dia anterior, recebeu a adesão do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia. O parlamentar disse que iria se empenhar pessoalmente
para que o Governo Federal venha a equacionar o problema mostrado pelos gestores municipais do Maranhão.
No Ministério da Saúde, Tema destacou que o Maranhão está sendo penalizado ao figurar na 25ª posição no ranking nacional em relação aos valores da per capita. O diretor administrativo da FAMEM, Gildásio Ângelo da Silva, mostrou dados estatísticos mostrando a falta de critérios da União quanto à divisão dos recursos entre os estados.
Os deputados federais Juscelino Filho (coordenador da bancada), Pedro Fernandes e Cleber Verde, que acompanharam os prefeitos, fizeram gestões junto ao ministro e garantiram que estão empenhados em pavimentar caminho para um encontro da Federação com o presidente Michael Temer.
“Vamos atuar em diversas frentes. Na parte técnica, a FAMEM começará, a partir de agora, a elaborar estudos quanto às demandas médicas hospitalares e também para a formatação de uma nova PPI, já que estamos atrasados nesse quesito”, destacou o líder municipalista.
No encontro com o ministro da Saúde, o grupo municipalista recebeu também o reforço da suplente de deputada federal Rosângela Curado; da secretária de Saúde de São Luis, Helena Duailibe; e dos deputados estaduais Rogério Cafeteira (líder do Governo na Assembleia), Rafael Leitoa, Levir Pontes, Antônio Pereira e Stênio Resende.
Presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Vinícius Araújo também se manifestou, ressaltando a necessidade de se estabelecer uma plataforma de trabalho urgente com vistas a reverter o quadro em que se encontra o Maranhão com relação ao teto da saúde.
Diversos prefeitos aproveitaram a ocasião para mostrar problemas de seus respectivos municípios. Ao final da reunião, o Cleomar Tema se mostrou esperançoso quanto ao futuro, destacando ainda que os deputados federais foram importantes, por conta do auxílio que deram aos prefeitos na jornada.
Ele também agradeceu o apoio dos deputados estaduais que acompanharam os prefeitos. Tema disse ser inconcebível que o Piauí, com praticamente a metade da população donosso estado, seja contemplado com uma per capita de R$ 225,00, enquanto que o Maranhão recebe apenas R$ 158,00.
“Isso vem mostrar claramente que tal distribuição não obedece a critérios técnicos, mas políticos, levando-se em conta que, antes do atual ministro da Saúde, a pasta foi ocupada, pelo período de três anos, por um deputado federal do Piauí”, destacou o presidente da entidade municipalista. OBS: O titular do blog está viajando
DjalmaRodrigues

Em Imperatriz:Bandido ressuscitou dos mortos para ser preso pela policia

Um homem que estava identificado no sistema de foragidos de Justiça e veículos roubados como morto foi preso pela Polícia Militar, em Imperatriz, nesta sexta-feira (17).

De acordo com o 3º Batalhão da PM, durante um patrulhamento de rotina no Parque Anhanguera, policiais fizeram a prisão de Pedro Ferreira Macaro, 44 anos, que estava com três porções de uma substância semelhante a crack.
A prisão ocorreu de forma natural, mas o que surpreendeu os policias foi o resultado de uma pesquisa feita no sistema em que citava o homem que acabava de ser preso como “uma pessoa em óbito”.
No sistema havia um Mandado de Prisão expedido pela Justiça contra Pedro Macaro em condenação por formação de quadrilha e latrocínio (roubo seguido de morte), em 2013,que nunca só não havia sido cumprido por que o homem era tido como morto.
DjalmaRodrigues

Baixa na família Sarney: Astro de Ogum fecha com Flávio Dino


Na  quinta-feira (16), o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), esteve reunido com o governador Flávio Dino no Palácio dos Leões, entre os assuntos abordados, a eleição 2018. Para analistas políticos da capital não existe qualquer dúvida: A visite é a prova que faltava para selar o acordo do chefe do Legislativo ludovicense com Dino, visando a próxima disputa eleitoral. Flávio assegurou uma visita na Câmara Municipal para o próximo dia 13 de março, quando o chefe do Poder Executivo maranhense participará de um café da manhã com os vereadores.
DomingosCosta

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Aluisio defende aumento no repasse federal para a saúde no Maranhão

O deputado Aluisio Mendes (PTN) deu total apoio ao movimento dos prefeitos maranhenses que foram a Brasília, liderados pelo presidente da Famem, Cleomar Tema Cunha, reivindicar o aumento no repasse de recursos federais para a área da saúde. Para o parlamentar, o Maranhão não pode continuar recebendo o menor valor per capita do país na distribuição de verbas do Ministério da Saúde.
“Nós recebemos os prefeitos maranhenses na Câmara Federal, participamos do encontro deles com o presidente Rodrigo Maia e asseguramos o apoio do parlamento a essa justa reivindicação. Os municípios precisam do aporte de mais recursos federais para garantir aos cidadãos melhor assistência nos serviços públicos de saúde”, destacou Aluisio Mendes.
Na ocasião, o Tema Cunha ressaltou que a questão não é técnica, é política. Segundo ele, até o ano de 2013, os estados do Maranhão e Piauí tinham percentuais iguais de per capita na área da saúde. Mas agora, em 2017, o Maranhão recebe R$ 158,00 por habitante, contra R$ 227,00 destinados a cada piauiense.
“Nos últimos três anos, o ministro da Saúde foi um piauiense. Nossa luta é para que cheguemos pelo menos à média nacional, que é de R$ 198,00. Por isso, viemos pedir ao presidente da Câmara Federal que nos ajude, que seja um maranhense nessa luta”, enfatizou o presidente da Famem.
GilbertoLéda

Roberto Rocha sonha em ser governador e deve 10 meses de salários a funcionários da Rádio Capital





Senador Roberto Rocha

O senador Roberto Rocha (PSB), que pretende disputar o governo do Estado no pleito de 2018, não contará nem com os votos dos funcionários da Rádio Capital, a qual é proprietário. O político e péssimo empresário não paga os profissionais há exatos dez meses.
O descaso e o desrespeito para com os profissionais da emissora nunca tinha ido tão longe. É quase um ano sem pagar os vencimentos dos funcionários que ainda sofrem represálias e alguns até suspensos por não ‘rezarem a cartilha’ do senador que sugeriu cinicamente que procurem a Justiça do Trabalho.
Ocorre que Roberto Rocha tem dívidas milionárias de campanha. Ele venceu a eleição para o Senado em 2014 com pouco a mais de 200 mil votos, mas deve ter gasto gastando uma média de cinco vezes mais que o segundo colocado, Gastão Vieira.
Para tentar ser governador do Maranhão, RR deve muito em breve voltar a filiar-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), legenda que abandonou em 2011 quando saiu candidato a vice-prefeito de Edivaldo Holanda Júnior (PDT) em São Luís, na disputa vencedora de 2012.
Naquela ocasião, Rocha tinha apoio do então candidato ao Governo do Estado, Flávio Dino (PCdoB) que o ajudou a eleger-se senador.
Mesmo explicitamente expurgado dos governos municipal e estadual, mas por se achar um grande negociador no cenário político maranhense, o senador acredita que com novas alianças pode alcançar o seu objetivo e tornar-se governador do Estado. Pelo visto esse sonho nunca vai virar realidade!
Como é que um político que não paga nem os próprios funcionários e os trata como um ditador pode querer eleger-se governador?
Acorda senador e pague suas contas!
DoMinard

Roberto Rocha em viagem com a família desfrutando do salário de senador enquanto funcionários estão à míngua

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Prefeito Farinha Paé participa da caravana da Famem a Brasília e estreita laços políticos


O movimento de reivindicação na capital federal, ocorrido ontem e hoje pela manhã, foi organizado pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão – FAMEM -   reunindo uma caravana de quase 100 prefeitos, entre eles, Farinha Paé (PDT), prefeito de São José dos Basílios. A participação do prefeito basiliense, juntamente com os demais participantes, objetivou em reivindicar a elevação da per capta da saúde do Maranhão, considerada baixa, e até fora da média nacional, conforme foi esclarecido por Cleomar Tema, presidente da Famem ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM), que se comprometeu em lutar pelo ideal da caravana maranhense.
A presença de Farinha Paé no grande movimento de repercussão nacional, marca uma nova era de representação para o município de São José dos Basílios, antes esquecido por falta de um gestor de atitude, conhecimento e uma visão de futuro. Na curta passagem por Brasília, o mandatário basiliense mostrou como será a relação política de seu município com as demais autoridades, no sentido de encontrar caminhos que viabilizem a garantia de mais recursos para seu município, carecendo ainda de muito investimento para superar o momento difícil que vive, principalmente de ordem estrutural.

Se o encontro para os prefeitos teve um resultado satisfatório, para Farinha Paé foi o início de uma caminhada de conhecimento e o estreitamento das relações institucionais para São José dos Basílios, demonstrando que os tempos são outros e que muitas surpresas virão.


Três assaltantes de carros-fortes morrem em confronto com policiais em Grajaú; grande arsenal é apreendido

GilbertoLima

Três assaltantes de bancos e carros-fortes morreram em confronto com policiais, na manhã desta quinta-feira (16), no povoado Ponta Verde, na cidade de Grajaú. 
Ao serem surpreendidos, eles reagiram e terminaram morrendo. Nenhum policial foi atingido por disparos. Dois integrantes da quadrilha conseguiram fugir ao cerco policial, mas estão embrenhados em um matagal, sendo caçados com a ajuda do helicóptero do CTA.
A quadrilha vinha sendo monitorada pelo serviço de inteligência e foi surpreendida na manhã de hoje. Há mais de uma semana, eles estavam em uma escola do povoado, provavelmente tramando assalto a algum carro forte ou mesmo a agências bancárias.
Com a quadrilha, foram apreendidos fuzis calibre 556, pistolas de vários calibres, metralhadora  .50, um fuzil AK 47, explosivos e grande quantidade de munição. 
Segundo o delegado Thiago Bardal, da Superintendência de Investigações Criminais (Seic), deve ter sido a primeira vez que a polícia do Maranhão apreende uma metralhadora .50. “É uma arma que fura blindagem de carro forte e pode derrubar até helicóptero”, disse o delegado.
Com a quadrilha, foram apreendidos também um veículo Strada, uma L200 blindada, com placa de Pernambuco, e uma CRV Hyundai, que pertenceria a um juiz, na cidade de Porto Franco. A L200 tinha furos na lataria traseira para uso de armas para reação em caso de perseguição policial durante fuga.
Dos três mortos, apenas um foi identificado. Trata-se de Rodrigo Bezerra Lima Nunes, o 'Neguinho', já conhecido da polícia. Os outros dois não foram identificados porque estavam com documentos falsos. 
O arsenal apreendido vai ser trazido nesta sexta-feira (17) para São Luís. Os corpos devem ser levados para identificação no IML de Imperatriz.
Pelas informações, essa quadrilha é responsável pelo assalto a um carro-forte em Sítio Novo, em 2013. 
Participaram da operação policiais militares e civis, do Cosar e da Seic.





quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Presidente da Câmara Federal garante apoio à luta da Famem pelo teto da Saúde


Rodrigo Maia durante encontro com os prefeitos e deputados maranhenses
O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), garantiu, na tarde desta quarta-feira (14), durante encontro com os prefeitos maranhenses e a bancada federal naquele parlamento, total apoio à luta deflagrada pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), através de seu presidente, Cleomar Tema, pela elevação da per capita da saúde, levando-se em conta que, atualmente, o Maranhão é o penúltimo Estado em termos desse recurso, recebendo apenas R$ 158,00 por habitante, enquanto o Piauí, com a metade da população maranhense, é beneficiado com R$ 225,00.
“Estou empenhado na luta dos prefeitos maranhenses, até porque tenho uma dívida com o Maranhão, Estado cuja bancada meu concedeu maciça votação na reeleição para a presidência da Câmara Federal”, destacou Rodrigo Maia, estabelecendo um pacto com a Famem para tirar o Estado dessa situação.
Logo na abertura do encontro, ocorrido no salão 14 daquela casa parlamentar, o presidente da Famem, Cleomar Tema foi bastante enfático ao assinalar os problemas enfrentados não apenas pelo Maranhão, mas também por outros Estados quanto aos recursos da Saúde.
Tema destaca os problemas do Maranhão na área da Saúde
“A questão não é técnica. Ela é política. Para que se tenha uma ideia, até o ano de 2013, Maranhão e Piauí tinham percentuais iguais nessa per capita. Agora, em 2017, temos o patamar de R$ 158,00, contra R$ 227,00. Nos últimos três anos, o ministro da Saúde  foi um piauiense. Nosso problema não é esse, nossa luta, nossa reivindicação é para que cheguemos pelo menos à média nacional, que é de R$ 198. Por isso, estamos pedindo ao senhor presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia, que nos ajude, que seja um maranhense nessa luta”, enfatizou.
O presidente da Famem, foi mais além, ao ilustrar o problema da cidade de Araioses, que, com 46 mil habitantes, tem uma per capita de apenas R$ 190,00. “Não chega a 20 centavos ao ano por habitantes. É uma autêntica aberração e isso tem que ser corrigido com a maior urgência. Reclamamos e o Ministério da Saúde rebate, dizendo que não damos informações ou que não temos produtividade, o que não é verdade.  Temos  de fazer essa exposição diretamente ao presidente Temer e, para isso, contamos com o apoio do presidente da Câmara Federal”, acrescentou o líder municipalista.
Gildásio Ângelo mostra gráficos sobre a saúde
Empenhado desde o primeiro momento na luta dos prefeitos, o deputado federal Zé Reinaldo (PSB), destacou que o Maranhão sofre uma grande injustiça nesse quesito. Não se pode conceber que o Estado com a décima maior população do País seja o 25º na per capita da saúde. Vejo que o prefeito Tema, presidente da Famem tomou o rumo certo ao deflagrar esse movimento. Isso mostra sua larga visão e sua forte liderança”, disse o deputado.
Para ilustrar toda a problemática, o diretor administrativo da Famem, Gildásio Ângelo da Silva, ex-prefeito de Poção de Pedras e ex-presidente do Cosems (Conselho de secretários municipais de Saúde), apresentou gráficos em slides, extraídos de estudos técnicos da Famem com apoio da Secretaria Estadual de Saúde, onde mostrou que, ao longo de 26 anos, o Ministério da Saúde estabelece uma distribuição de recursos de forma equivocada.
Algo em torno de 90 prefeitos de todas as regiões participaram do movimento, considerado uma ação forte e extremamente positiva. O evento foi conduzido pelo deputado Juscelino Filho, coordenador da bancada maranhense e contou com as presenças dos deputados Zé Reinaldo, Aluísio Mendes, André Fufuca, Júnior Marreca, Julião Amin, Alberto Filho, Eliziane Gama, Zé Carlos, Pedro Fernandes, Hildo Rocha, Weverton Rocha, Cleber Verde, Waldir Maranhão e Luana Alves. O senador Roberto Rocha (PSB), esteve com os prefeitos na parte da manhã, confirmando  apoio, enquanto o deputado Rubens Pereira Júnior justificou ausência por conta de outros compromissos.
Por DjalmaRodrigues