quinta-feira, 24 de abril de 2014

Justiça proíbe propagandas de Roseana que dizem “continue com a gente”


  Marrapa.com
dot Justiça proíbe propagandas de Roseana que dizem “continue com a gente”

roseana debate 266x3001 Justiça proíbe propagandas de Roseana que dizem “continue com a gente”As propagandas do Governo do Estado, com claro interesse eleitoreiro, acabam de ser proibidas de passar nas rádios e tvs maranhenses pela Justiça. Em decisão liminar concedida da 2ª Vara a Fazenda Pública, o juiz Carlos Henrique Veloso considerou as propagandas do governo Roseana Sarney abusivas.
O apelo eleitoreiro feito nas rádios e tvs maranhenses com dinheiro público pelo grupo Sarney começa a ser contestado na Justiça. O juiz definiu a propaganda do Governo Roseana como estando repletas de “proselitismo político”. A ação foi movida pelos deputados Domingos Dutra (SDD) e Rubens Pereira Jr (PCdoB).
O juiz demonstrou na liminar que ultrapassa qualquer limite da impessoalidade nas ações do Governo do Estado o uso de termos como “continue com a gente”. Fica claro nas propagandas pagas pelo Governo do Estado o uso eleitoreiro do dinheiro público. As propagandas têm claro apelo aos maranhenses para que não abandonem o barco da oligarquia.
Os deputados responsáveis pela ação popular ainda questionaram a contratação da TV Mirante, alegando que a Governadora contrata sua própria empresa. Ou seja, paga de um lado do balcão e recebe do outro lado, usando o dinheiro do estado para lucros pessoais. A questão, no entanto, ainda será analisada em um processo mais longo.
A partir da decisão de ontem, Roseana Sarney e Carla Georgina (secretária de Comunicação) terão que ralar muito para tirar as marcas eleitoreiras das propagandas do governo. Expressões como “continue com a gente”, “há quatro anos atrás” e “novo Maranhão”, com clara intenção de promoção política do grupo Sarney, não poderão mais ser usadas pelas propagandas do Governo.
Fica a dica: propaganda política, Roseana, deve ser feita somente nos programas partidários. Estado não é partido!
propaganda Justiça proíbe propagandas de Roseana que dizem “continue com a gente”

ACUSADOS DE ASSALTOS E HOMICÍDIOS SÃO MORTOS EM CONFRONTO EM OPERAÇÃO CONJUNTA DAS POLÍCIAS MILITAR E CIVIL DE BACABAL


Uma megaoperação comandada pelo Tenente-coronel PM Egídio, comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar de Bacabal e pelo Dr. Carlos Alessandro, Delegado Regional de Polícia Civil, após várias denúncias e investigações do Serviço de Inteligência (SI) e Agentes da Polícia Civil que davam conta que o menor das iniciais V.B.S., de 17 anos, conhecido no mundo do crime por “Galego” em companhia de ÉDER ARAÚJO FERREIRA, 21 anos, estariam armados e usando substâncias tóxicas na beira de um lago, no Bairro Novo Bacabal. 

Galego estava em liberdade, após ter cumprido pena na unidade de recuperação para menores na capital do Estado, após assassinar na madrugada do último dia 20 de janeiro, o jovem Gledyson Gomes Vieira, 19 anos, que no momento em que foi morto, estava sentado na porta da sua casa e conversava com um amigo quando Galego passou numa bicicleta. Ao ouvir os jovens conversando, Galego retornou e perguntou se falavam da sua pessoa. 

Os mesmos responderam que não. Mesmo assim, friamente, atirou mortalmente na cabeça de Gladyson que veio a óbito. Gladyson, não tinha passagem na Delegacia e tinha contrato com o time do Mogi-Mirim de São Paulo.
Segundo informações do pai de Gladyson, Galego vinha mandando mensagens e o ameaçando de morte e que o mataria até o final de semana.

Ao perceberem a presença da polícia, Galego e Chuta Lata reagiram contra as guarnições, que revidaram, sendo os mesmos alvejados, vindo a óbito. Em poder dos mesmos a polícia apreendeu dois revólveres, calibre.38 e várias munições.

GALEGO, sempre andou armado e apesar de jovem, sempre impunha  respeito no meio em que convivia, sendo considerado de alta periculosidade, até mesmo pelos seus comparsas que o temiam.. Apreendido algumas vezes,  sempre que em liberdade voltava a cometer delitos.

O comparsa de Galego o indivíduo ÉDER ARAÚJO FERREIRA, 21 anos, conhecido por “Chuta Lata”, também era de alta periculosidade. Especialista em roubos e acusado de homicídios. 

Chuta Lata foi preso no último 26 de julho de 2013, acusado de  em companhia de um comparsa ter assassinado no dia 23, daquele mês, por acerto de contas, o jovem ANDERSON SANTOS DA SILVA, conhecido por “Delino”, que residia na Avenida B, Quadra 21, Bairro Frei Solano, local do crime. Delino foi morto a tiros e facadas. Na residência de Chuta Lata, foi encontrado um revólver calibre. 38, sem munição de número 54517.
Blog do Randyson e Cabo Brito






Caso do juiz que quer ser chamado de ‘doutor’ é recusado pelo STF


O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou incabível o recurso interposto pelo juiz do Antonio Marreiros da Silva Melo Neto, do Rio de Janeiro. O magistrado apresentou um Agravo de Instrumento para que o STF analisasse recurso na ação em que o juiz pede que os funcionários do prédio em que reside lhe dispensem o emprego de tratamento formal.
Conforme o recurso, o magistrado teria recebido o tratamento de “cara” e “você” de um funcionário do condomínio onde mora. Na ocasião, o morador reclamava de inundações em seu apartamento, alegando que o ocorrido se deu em razão do desleixo do condomínio.
Nos autos, o magistrado alegou ter sofrido danos e que, por isso, esperava a procedência do pedido inicial “para dar a ele e suas visitas o tratamento de ‘doutor’, ‘senhor’, ‘doutora’, ‘senhora’, sob pena de multa diária a ser fixada judicialmente”. Também foi solicitada condenação dos réus em dano moral não inferior a 100 salários mínimos.
Para os advogados, o acórdão contestado negou ao magistrado a garantia fundamental da dignidade da pessoa humana, prevista no inciso III, do artigo 1°, da Constituição Federal, ao negar indenização por dano moral prevista nos incisos V e X, do artigo 5°, da CF. Acrescentavam, ainda, violação ao princípio da igualdade de todos perante a lei.
Decisão
“A pretensão recursal não merece acolhida”, ressaltou o relator, ministro Ricardo Lewandowski, ao entender que o recurso não deve ser examinado pelo Supremo. Segundo ele, decisão diferente à aplicada pelo TJ/RJ só poderia ser tomada a partir do reexame de provas, o que é inviável em sede de recurso extraordinário, conforme dispõe a Súmula 279, do STF. Nesse sentido, ele citou como precedentes os REs 668601 e o ARE 790566. 
Com informações do STF.

Flávio Dino tem 62,5% contra 12,2% de Edinho Lobão, diz pesquisa



gráfico pesquisa blog John Cutrim (1)
Jornal Pequeno/Blog John Cutrim – No cenário mais provável para as eleições de outubro, o pré-candidato oposicionista Flávio Dino (PCdoB) continua na liderança e alcança 62,5% das intenções de votos, seguido de longe pelo pré-candidato do grupo Sarney, Edson Lobão Filho (PMDB) que aparece com 12,2%. Marcos Silva (PSTU) tem 3,3% e Pedrosa (PSol) 2,3%.
De acordo com a pesquisa, 11,6% dos entrevistados responderam que não votariam em nenhum, branco ou nulo; e 8,2% disseram não saber ou não quiseram responder. A pesquisa Data M está registrada no TRE/MA sob protocolo 6/2014 e foi realizada entre os dias 19 e 22 deste mês.
Esta é a primeira pesquisa que avalia o novo cenário da eleição após a desistência de Luís Fernando Silva (PMDB), que havia sido escolhido como pré-candidato apoiado pelo grupo Sarney desde 2013. Com a pré-candidatura de Edinho Lobão, o novo cenário mostra que o pré-candidato da oposição, Flávio Dino, ampliou a vantagem que vem mantendo nas intenções de voto.
Na pesquisa espontânea, aquela em que o nome dos candidatos não é mostrado aos entrevistados, Flávio Dino lidera com 33,2%. Em segundo aparece o nome da governadora Roseana Sarney, que não será candidata, com 4,1%, e em seguida Edinho Lobão com 3,3%. 48,8% disse não saber em quem votar.
gráfico blog John Cutrim (2)
Rejeição – A pesquisa DataM verificou também a rejeição dos pré-candidatos a governador. Quando os entrevistados eram perguntados em quem não votariam de jeito nenhum, 35,5% responderam que não votariam em Edson Lobão Filho, seguido de João Alberto (17,2%), Luís Pedrosa (14,5%), Flávio Dino (10,5%) e Marcos Silva (7,7%). Não votaria em nenhum reúne 6,8% dos entrevistados e não sabe/não respondeu, 7,6%.
O instituto DataM ouviu 1500 eleitores em todas as regiões do Maranhão e possui margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
Senado – O Instituto também fez pesquisa sobre a disputa pelo Senado. Os dados estarão na edição do JP de amanhã.

Fiasca a convenção fora de época em favor de Edinho Trinta




www.marrapa.com
edinho llovao Fiasca a convenção fora de época em favor de Edinho Trinta
Foi um verdadeiro fiasco o evento realizado hoje (23), na Assembleia Legislativa do Maranhão, para recepcionar o senador sem voto, Edinho Lobão, pré-candidato apoiado pelo grupo Sarney a governador. Transformado em uma espécie de convenção fora de época do PMDB, o ato ficou muito aquém do esperado, apesar do circo montado em torno e da utilização abusiva da estrutura do legislativo estadual.
Dos 170 prefeitos esperados pelo presidente estadual do PMDB, senador João Alberto, menos de 30 realmente compareceram. Na plateia, era notória a desconfiança das lideranças arrancadas a força dos seus municípios.
Entre os deputados estaduais, a debandada também foi grande. Dos 31 que compõem a base governista na Assembleia, apenas 15 se deslocaram ao aeroporto Marechal Cunha Machado. Dos federais, só os peemedebistas participaram do ato. Um deles, irônico, riu do fato: “Esse rapaz diz ter dois bilhões para gastar nas eleições e não consegue reunir meia dúzia de parlamentares? É muita desmoralização”.
Mulher de Edinho, a apresentadora do Algo Mais, Paulinha Lobão, era a anfitriã do evento. Empolgada, ela borboleteava de um lado para o outro do auditório Fernando Falcão, liberando a energia cigana entre os políticos presentes. Edison Lobão foi outro que enforcou a quarta-feira no Ministério de Minas e Energia para fazer campanha aberta para o filho no estado. A deputada federal Nice Lobão (PMDB) desembarcou do helicóptero da construtora Franere e chegou ao palco apoiada nos braços do empresário Fernando Sarney.
Agora acumulando as secretarias de Saúde e de Segurança do Maranhão, Ricardo Murad passou longe do Sítio do Rangedor, em sinal de desaprovação à aventura Lobão Filho. Outra ausência notada foi a do ex-secretário de Infraestrutura do Maranhão, Luís Fernando Silva, que se tornou vítima dos ataques de Edinho. Só faltou chamar o pobre “Picolé de Chuchu” de covarde.
Depois de chorar e de dizer que é como um irmão da governadora Roseana, Lobinho responsabilizou Luís Fernando pelo fracasso da própria candidatura, que, segundo ele, desestimulou a governadora e espalhou o pânico entre todos os aliados do grupo Sarney no estado. Falastrão, o senador sem votos também não poupou os opositores e mirou sua metralhadora giratória inclusive na direção dos aliados.
Diante de um banner imenso com a foto de Epitácio Cafeteira (PTB), Edinho lembrou que o senador fez oposição ao grupo Sarney, por isso deve ser responsabilizado pelo atraso do Maranhão. O ex-prefeito João Castelo (PSDB) e o ex-governador Luiz Rocha também foram alvos do pré-candidato tresloucado.
Embalado pela juventude do PMDB, Edinho fez coro à paródia da música “beijinho no ombro”, que usava palavras de baixo calão para atacar a pré-candidatura de Flávio Dino (PCdoB). Por sinal, o ex-presidente da Embratur foi o principal alvo da língua afiada do peemedebista, que dedicou quase todo o seu discurso para falar do opositor, tentando convencer a classe política de que ele é o verdadeiro candidato da mudança.
Edinho Lobão finalizou o discurso dizendo que não se envergonha do apoio do senador José Sarney (PMDB). Também rasgou seda para a governadora Roseana, sugerindo que ela pode ter influência sobre uma eventual gestão dele.
“A governadora Roseana Sarney governou o Maranhão por quatro mandatos. Espalhou milhares de obras pelo estado inteiro. Asfalto e escola por todos os municípios do estado. Imaginar que alguém pode governar sem ouvir a experiência da governadora Sarney é burrice. É preciso ouvir a experiência dos outros”, finalizou.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Tenso, Edinho Lobão diz em coletiva que não responde a processos…


por

Em evento concorrido, Flávio Dino lança propostas de pré-campanha


terça-feira, 22 de abril de 2014

BEIJINHO NO OMBRO PRO RECALQUE PASSAR LONGE

O Supremo Tribunal Federal deverá analisar na próxima semana uma ação em que um juiz do estado do Rio de Janeiro exige ser chamado de doutor e senhor pelos funcionários do prédio onde mora. O processo foi distribuído ao ministro Ricardo Lewandowski na semana passada.
O caso data de agosto de 2004. Antonio Marreiros da Silva Melo Neto, juiz titular da 6ª Vara Cível de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, pediu ajuda a um funcionário do prédio para conter um vazamento em seu apartamento. Por não ter permissão da síndica, o empregado negou o socorro. Os dois discutiram e, segundo o juiz, o homem passou a chamá-lo de cara e você, com o intuito de desrespeitá-lo. Marreiros pediu para ser tratado como senhor ou doutor. Fala sério foi a resposta que obteve.
Marreiros, então, entrou com uma ação na Justiça e, em setembro do mesmo ano, obteve liminar favorável do desembargador Gilberto Dutra Moreira, da 9ª Câmara Cível do TJ-RJ. Moreira criticou o juízo de primeiro grau, que não proveu a antecipação de tutela ao colega de profissão, classificando a recusa de teratológica.
Tratando-se de magistrado, cuja preservação da dignidade e do decoro da função que exerce, e antes de ser direito do agravante, mas um dever e, verificando-se dos autos que o mesmo vem sofrendo, não somente em enorme desrespeito por parte de empregados subalternos do condomínio onde reside, mas também verdadeiros desacatos, mostra-se, data vênia, teratológica a decisão do juízo a quo ao indeferir a antecipação de tutela pretendida, escreveu o desembargador.
Na época, o presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro, Octávio Augusto Brandão Gomes, repudiou a decisão. “Todos nós somos seres humanos, afirmou. Ninguém nessa vida é melhor do que o outro só porque ostenta um título, independente de ter o primeiro ou segundo grau completo ou curso superior”, completou.
A decisão foi confimada em março do ano seguinte, quando a 9ª Câmara Cível da Corte fluminense atendeu, por maioria de votos (2 a 1) o pedido de Marreiros.
Em maio, no entanto, Marreiros obteve decisão contraria do juiz Alexandre Eduardo Scisinio, da 9ª Vara Cível de Niterói, que entedeu não competir ao Judiciário decidir sobre a relação de educação, etiqueta, cortesia ou coisas do gênero.
De acordo com a deliberação de Scisinio, doutor não é forma de tratamento, e sim título acadêmico utilizado apenas quando se apresenta tese a uma banca e esta a julga merecedora de um doutoramento. O título é dado apenas às pessoas que cumpriram tal exigência e, mesmo assim, no meio universitário.
É muito recalque ……
dpurgente

Artigo de Flávio Dino - Novas instituições para o desenvolvimento​​​


Por: Flávio Dino
Por que algumas nações são ricas e outras pobres? No bestseller de economia – Por que as nações fracassam –, Daron Acemoglu e James Robinson constroem uma teoria relevante para responder à questão e demonstram, após 15 anos de pesquisa, que são as instituições políticas e econômicas que estão por trás do êxito ou do insucesso dos povos.

Na base desse raciocínio, o desenvolvimento só será virtuoso se tais instituições deixarem de ser parasitárias, e puderem resistir às tentativas das elites de reforçar seu próprio poder, em proveito apenas de uma pequena minoria. Acemoglu e Robinson poderiam ter usado o Maranhão como exemplo para suas teses.

O Estado possui enormes disparidades, fruto da má distribuição de riquezas, do acesso desigual aos serviços públicos e aos bens de uso comum, como os recursos naturais. E vive o desafio de ser potencialmente rico e ter os piores indicadores sociais do Brasil.

Não é preciso perder tempo com explicações absurdas que atribuem à cultura ou mesmo à geografia as razões de tal atraso social. O Maranhão é pobre porque seus cidadãos são ainda hoje privados de instituições políticas capazes de gerar incentivos básicos para garantir o desenvolvimento.

Enquanto o Brasil consolidou o seu sistema democrático de governo, capaz de garantir a alternância de poder e resultados econômicos positivos, no Maranhão o poder político continua concentrado nas mãos de uma elite que não tem interesse em assegurar direitos básicos da população e não investe na prestação de serviços públicos capazes de fomentar o progresso do Estado: 39,5% da população vive com menos de R$ 140,00 por mês, o pior resultado do país nesse indicador.

Serviços básicos, como o acesso regular à água tratada, não estão acessíveis para mais de 3 milhões de maranhenses e apenas 7,6% dos domicílios do Estado têm ligação com a rede geral de esgoto.

Uma das consequências diretas da falta de saneamento é a alta mortalidade infantil, quase o dobro da média nacional. E, infelizmente, poderíamos continuar indefinidamente a elencar números escandalosos, reveladores de dores e sofrimentos irreparáveis.

É possível reverter essa realidade. Temos muitas vantagens comparativas: a abundância e diversidade dos recursos naturais, com destaque para a água; a localização estratégica; energia abundante etc. O aumento do comércio mundial pode ser fator real para o desenvolvimento do Estado. Com uma localização privilegiada, o Maranhão está mais próximo dos mercados norte-americano e europeu e, pelo acesso através do canal do Panamá, das importantes economias asiáticas.

Precisamos implantar um novo modelo de desenvolvimento, que olhe inclusive para a formação de um mercado de consumo de massas – por intermédio de atividades como a agricultura, a pecuária, a pesca e a aqüicultura. A estruturação desse mercado interno irá gerar oportunidades mais sólidas de negócios na indústria, no comércio e nos serviços.

Além disso, é preciso criar uma espécie de “rede de inteligência do bem”, rompendo barreiras que hoje limitam o desenvolvimento dos setores mais dinâmicos da economia, que dependem fortemente da inovação, da tecnologia e da capacidade criativa.

Entre outros setores, o turismo deve ser dirigido de forma estratégica e rentável, pois se trata de uma cadeia complexa e de uso intensivo de recursos humanos, isto é, tem aptidão de gerar muitos empregos. O patrimônio cultural do Estado é diferenciado, abrangendo edifícios, artes, comidas, usos e costumes.

O Maranhão tem todas as condições de ter uma economia competitiva, mas requer um governo capaz de conciliar o crescimento com a inclusão econômica e social dos setores mais pobres da população.

O primeiro passo, como sublinhado na obra Por que as nações fracassam, é a transformação das instituições políticas, garantindo o fim do longo domínio de uma elite parasitária cujos únicos interesses são: extrair renda de forma não produtiva e a sustentação do seu próprio poder político.

Há uma janela de oportunidades para mudar esse estado de coisas, atraindo o setor empresarial e as organizações da sociedade civil para participar do esforço de erradicação da pobreza no Maranhão. É hora de conquistarmos instituições do século 21.
Flávio Dino, advogado e professor de Direito Ambiental na Universidade Federal do Maranhão. Foi juiz federal, deputado federal e presidente da EMBRATUR.

João Alberto pode ser a carta na manga da oligarquiainShare


joao alberto e1378947286322 João Alberto pode ser a carta na manga da oligarquiaA pré-candidatura de Edinho Lobão a governo do Maranhão apoiada pela família Sarney não é consenso e pode ser substituída a qualquer momento. A carta na manga da oligarquia Sarney é o ex-governador João Alberto, conhecido por “Carcará: pega, mata e come”.
A informação é sugerida na coluna do jornalista Claudio Humberto que, nos últimos dias, tem sido porta-voz de “boas novas” para o grupo Sarney. Em nota divulgada hoje, Claudio Humberto é taxativo e diz que “Carcará” é cotado para suceder a governadora Roseana Sarney.
Essa tese já é debatida nos bastidores políticos desde 2013, quando ficou claro que a candidatura de Luís Fernando Silva não decolaria. João Alberto surgiria como uma espécie única saída do grupo em meio ao caos da Segurança Pública, devido a sua virulência demonstrada durante a Operação Tigre.
No final de semana, João Alberto foi visto no aeroporto de São Luís distribuindo sorvete de Bob’s para populares. Seria o início de sua campanha, pelas beiradas?

Ex-secretário de Segurança voa em helicóptero da PM para participar de palestra

www.marrapa.com

operacao Ex secretário de Segurança voa em helicóptero da PM para participar de palestra
O ex-secretário de Segurança do Maranhão, Aluísio Mendes, usou o helicóptero do Grupo Tático Aéreo do Maranhão (GTA) para deslocar-se até Grajaú, onde participa, hoje (22), de uma palestra sobre Segurança Comunitária.
O helicóptero que deveria ser utilizado para combater o crime e socorrer emergências médicas encontra-se parado na cidade desde ontem, aguardando ex-secretário para transportá-lo novamente a São Luís.
De acordo com os políticos locais, o caráter da palestra é meramente eleitoreira, visando unicamente promover o nome de Aluísio Mendes no município.
Afastado da Segurança desde o começo do mês, o ex-secretário ainda conta com o apoio irrestrito do atual titular da pasta para concorrer a vaga de deputado federal. E, pelo visto, continua com o suporte da máquina pública para viabilizar-se candidato.

DataM em campo; Pesquisa deve ser divulgada na quinta-feira


 Postado por:     |    
dot DataM em campo; Pesquisa deve ser divulgada na quinta feira

edison edinho lobao filho 450x253 DataM em campo; Pesquisa deve ser divulgada na quinta feira
Primeira pesquisa a mensurar o desempenho de Edinho Lobão deve ser divulgada na próxima quinta-feira (24).
O DataM está em campo desde a última sexta-feira (18), pesquisando as intenções de voto para governador e senador no Maranhão. O registro da pesquisa foi feito junto ao Tribunal Regional Eleitoral sob o número MA-00006/2014 e a divulgação poderá acontecer a partir da quinta-feira (24).
A pesquisa é a primeira a ser registada desde a desistência do ex-secretário Luís Fernando Silva (PMDB). No último levantamento estadual do DataM (MA-00003/2014), divulgado no mês de fevereiro, o pré-candidato apoiado pelo grupo Sarney aparecia com apenas 13,7% das intenções de voto. Na liderança, o ex-presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), tinha 55,3 pontos percentuais.
A DataM avalia o impacto da pré-candidatura do peemedebista Edinho Lobão a governador. O instituto também analisa os prováveis cenários para o Senado Federal. Franco favorito para a disputa, o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB), confronta os possíveis pré-candidatos da oligarquia para a vaga: Arnaldo Melo (PMDB), Pedro Fernandes (PTB) e Gastão Vieira (PMDB).

segunda-feira, 21 de abril de 2014

PDT abdica da vice e se transforma em protagonista






O PDT mostrou maturidade ao definir que mesmo que não indique o candidato a vice-governador continuará apoiando Flávio Dino, como candidato ao governo pelas oposições.
É salutar que sem candidato a presidente da república o partido entenda a importância para as oposições a participação do PSDB de Aécio Neves em uma grande frente para derrotar a oligarquia Sarney no Maranhão, que ainda conta com o PSB, de Eduardo Campos, a militância do PT e a torcida da presidente Dilma Rousseff.
É o País se unindo independente das diferenças partidárias para libertar o Maranhão do julgo de uma família que está no poder há mais de 40 anos.
A união dos candidatos a presidente em torno de Flávio Dino revela que querem livrar não somente o nosso estado, mas o Brasil do velho oligarca.
O palanque de Flávio Dino será um caso único na história política do País.
PDT-PSDBE aí vem o mérito do PDT, considerado o maior partido de oposição no estado, com mais de 50 mil filiados. O presidente estadual da legenda, Julião Amim, em entrevista ao jornal O Imparcial deixou claro que a sua preocupação é com a vitória da oposição e não por ocupação de cargos.
A atitude do PDT demonstra que pela primeira vez as oposições marcharão unidas sem se deixar levar pelas intrigas e vaidades, a que sempre se utilizou o senador amapaense para dividi-la e assim ganhar as eleições.
Vale também ressaltar os gestos do deputado Federal Domingos Dutra e do ex-governador José Reinaldo Tavares que abdicaram da candidatura ao Senado para apoiar Roberto Rocha como candidato único, ao contrário de 2010 quando Tavares, o ministro Édson Vidigal e o próprio Rocha disputaram a Câmara Alta, sem que nenhum deles se elegesse.
Ao abdicar da vice o PDT cresce em importância na coligação e será um dos protagonistas da vitória na urnas.
Agora vai!

Ganhador de São Luís pode aplicar dinheiro na poupança e receber R$ 210 mil por mês

Lpablo

lotomania
O sortudo ganhador de São Luís, que apostou no prêmio da Lotomania de Páscoa e levou R$ 37.261.929,79 sozinho, terá vários meios de aplicar a bolada que ganhou.

O vencedor pode aplicar o dinheiro, por exemplo, em uma conta poupança e receber mensalmente R$ 210 mil – mais de R$ 7 mil por dia.
Também pode comprar 333 carros de mais de R$ 100 mil ou optar por adquirir 24 imóveis no valor de R$ 1,5 milhão cada um.
O apostador ganhou o prêmio acertando 20 dezenas do sorteio, realizado no Sábado de Aleluia, dia 19. As dezenas sorteadas foram 03, 05, 12, 16, 23, 24, 27, 33, 35, 41, 46, 62, 81, 83, 85, 87, 89, 91, 98, 99.

domingo, 20 de abril de 2014

Caminhos novos do MA? Estrada recém inaugurada não suportou primeiras chuvas


  Postado por:     |    
reinauguracao MA 134 450x206 Caminhos novos do MA? Estrada recém inaugurada não suportou primeiras chuvas
Reinaugurada por Luis Fernando Silva em setembro passado, MA 134 não suportou primeira chuvas e já apresenta buracos.
Seis meses após ser inaugurada pelo governo do Estado, a rodovia MA-134, no trecho de 28 quilômetros que dá acesso ao município de Passagem Franca, já apresenta buracos e rachaduras ao longo de toda a via.
A rodovia foi recuperada e reinaugurada em setembro do ano passado, pelo então secretário de Infraestrutura do Maranhão, Luís Fernando Silva, mas parte do asfalto não suportou sequer as primeiras chuvas que ocorreram há 15 dias.
Desde a conclusão da obra, moradores e motoristas de Passagem Franca começaram a reclamar da qualidade do serviço. Com os buracos que surgiram, é fácil observar que a cobertura de asfalto é fina e a qualidade da obra ficou aquém das exigências técnicas.
Veja fotos:
MA 134 4 450x337 Caminhos novos do MA? Estrada recém inaugurada não suportou primeiras chuvasMA 134 3 450x337 Caminhos novos do MA? Estrada recém inaugurada não suportou primeiras chuvasMA 134 2 450x337 Caminhos novos do MA? Estrada recém inaugurada não suportou primeiras chuvasMA 134 1 450x337 Caminhos novos do MA? Estrada recém inaugurada não suportou primeiras chuvasnovos caminhos do ma 450x337 Caminhos novos do MA? Estrada recém inaugurada não suportou primeiras chuvas

sábado, 19 de abril de 2014

Fortalecida com presença do PSDB, Oposição faz nova rodada de negociação



  por:     |    
oposicao unida ma1 Fortalecida com presença do PSDB, Oposição faz nova rodada de negociação
Os partidos políticos que estão compondo a coligação em torno da candidatura de Flávio Dino (PCdoB) ao governo e Roberto Rocha (PSB) ao senado marcaram para a próxima semana uma nova rodada de reuniões e continuarão o debate sobre chapas proporcionais, suplências ao senado e vice governador.
Pela primeira vez o PSDB deverá comparecer, já que na terça feira, 15, oficializou a proposta de integrar o bloco, inclusive solicitando presença na chapa majoritária. Além dos tucanos, participam PCdoB, PSB, PDT, PP, PROS, Solidariedade, PTC.
Um dos pontos principais a serem definidos pelo bloco oposicionista é a vaga de vice governador na chapa. O primeiro partido a se manifestar sobre o tema foi o PDT, que indicou aos demais partidos o nome do empresário Márcio Honaiser. O Solidariedade sugeriu o nome do ex-deputado federal Wagner Lago; e o PSDB ainda não oficializou nome, mas é dado como certa a indicação às demais forças do nome do deputado federal e presidente estadual da legenda, Carlos Brandão.
O presidente do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry, avalia que as discussões caminharão naturalmente para o entendimento. “Os partidos tem um compromisso muito forte que é criar as condições para que o sentimento de mudança que está tão vivo na sociedade possa ser vitorioso em outubro, por isso haverá da parte de todos muito boa vontade para construir uma grande convergência”, disse.
O dirigente comunista antecipou que as divergências no interior da frente oposicionista serão tratadas de forma democrática e transparente para garantir a unidade. “O bloco que está no comando do Maranhão há quase 5 décadas aguardam nossa divisão como única forma de continuar desgovernando nosso estado. A nossa unidade será fortalecida e consolidada com paciência, diálogo e consenso progressivo”, declarou.
A definição da data e local da reunião ainda está sendo acertada entre os partidos, mas segundo o presidente do PCdoB ocorrerá no máximo até a próxima quinta-feira.

Agora lascou: Edinho Trinta quer a mulher, Paulinha Lobão, candidata ao Senado



  Postado por:     
45957 1247246493 450x299 Agora lascou: Edinho Trinta quer a mulher, Paulinha Lobão, candidata ao SenadoMuita gente pode ser levada a pensar que o artigo na coluna “Estado Maior”, do jornal “O Estado do Maranhão, publicado ontem sob o título “Apenas três e ponto final” tem a ver com ocasionais candidaturas de outros grupos ou partidos políticos, no caso de alguma coligação, ou de outros aspirantes ainda não citados. Mas existe “Algo Mais” por trás dessa história.
Desde a quarta-feira passada o Blog recebeu informações de que as cúpulas do PMDB e da família Lobão estavam discutindo a probabilidade de lançar a candidatura de Paulinha Lobão ao Senado, ao lado do esposo, candidato a governador.
De uma reunião com esse objetivo teriam participado o deputado federal Sarney Filho, o prefeito de São José de Ribamar, professor Josemar, o próprio Edinho Lobão e uma professora cujo nome não foi possível identificar.
No encontro teria sido feita, inclusive, uma rápida avaliação do impacto positivo dessa candidatura sobre o eleitorado feminino. O Blog aguardava confirmar a notícia em outras fontes, mas a pressa com que “O Estado do Maranhão” veio a público avisar que a disputa pela indicação para o cargo de senador está reduzida apenas a três nomes já citados – Gastão Vieira, Arnaldo Melo e Pedro Fernandes – e ponto final, nos autoriza a divulgar esta inusitada informação.
A expressão “Ponto Final” tem cheiro de ordem, de “fim de papo”, de “não se fala mais nisso” como se determinada por alguém com muito poder dentro do grupo e que não gostou nada da idéia. Parece coisa de Roseana ou, mesmo, do velho Sarney.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Na comemoração da pascoa, primeira dama anuncia doações ao Centro de Convivência



A atividade de comemoração da Páscoa do Centro de Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, ocorrida dia (16), na sua própria sede, a rua Senador Vitorino Freire, ficou marcada não só pelas atividades culturais desenvolvidas ao longo da comemoração, mas também pelo anúncio de doações feita pela primeira dama Daniella Jadão Cunha. Diante do conhecimento da necessidade do Centro, Daniella Cunha doou uma geladeira, uma Tv de 32 polegadas, um bebedouro e ventiladores.

O Centro de Convivência vem se tornando uma hoje uma referência no atendimento diário de mais de cem crianças e adolescentes com atividades de reforço escolar, aula de dança, música, desenho e informática.

 A primeira dama discorreu sobre a importância das atividades desempenhadas diariamente em favor das crianças e adolescentes carentes para ajudá-las na formação sociocultural. A madrinha do Centro se mostrou comprometida em permanecer cooperando com suas atividades.