segunda-feira, 22 de junho de 2020

Dr. Tema reúne-se com pré-candidatos a vereadores e esclarece procedimentos a serem tomados


Em razão da aproximação do período eleitoral, o prefeito Dr. Tema reuniu-se na noite de hoje (22)  com filiados e pré-candidatos a vereadores das duas siglas que formam a coligação de seu grupo político, PSB e PSC. As duas correntes partidárias, segundo levantamento de seus presidentes, irão laçar no próximo pleito eleitoral mais de 30 candidatos.
Sem muita delonga e de forma direta, o pré-candidato Josinaldo Bílio, conhecedor profundo de temas eleitores, discorreu sobre as questões de maior relevância durante o período, como a importância do cumprimento dos prazos, entre eles o da desincompatibilização para os que ocupam cargos na esfera pública, que tem como data limite o dia 4 de julho. Josinaldo ainda elencou outros procedimentos que terão que ser adotados durante o curso de pré-campanha.
 
As advogadas Luanny e Lucianny Costa também contribuíram acrescentando informações elementares sobre o comportamento a ser tomado em alguns quesitos vedados pela Justiça Eleitoral, que chegam a provocar inelegibilidade, como o comparecimento a inaugurações de obras públicas. antes do encerramento, o prefeito Dr. Tema destacou a importância de todos estarem atentos para o cumprimento das medidas exigidas pela justiça, evitando imprevistos e problemas que venham até a causar possíveis indeferimentos por falta de atenção.     

Para o bem do povo de São José dos Basílios: Oposição precisa se unir para vencer a eleição.

A oposição basiliense precisa parar de egoísmo e deixar de olhar só para o próprio umbigo, é preciso sim atentar para os anseios e desejos do povo; que é dar um basta para o (des)governo do atual prefeito, impedindo assim que São José tenha a infelicidade de passar mais 4 anos sob a gestão incompetente e irresponsável de Farinha Paé. Para isso é preciso aprender a conviver com as diferenças e unir forcas com os diferentes, pois só assim será possível construir um grupo forte, com musculatura e viabilidade eleitoral para vencer a eleição. Pesquisas mostram para que essa vitória aconteça, é necessário que toda oposição esteja unida, com um só objetivo e falando a mesma língua; a língua do povo, que torce nos 4 cantos do município para que haja uma única candidatura na oposição. Os basilienses entendem que uma única candidatura seria a forma de enfrentar “o poder da máquina” de Farinha, que vai concorrer estando na prefeitura. A oposição como todos sabem, divide-se em 3 pré-candidatos; dois deles já bastante conhecidos da população, o ex prefeito Walter e a vereadora Antonia. Também coloca-se como pré-candidato o ex-vereador de Presidente Dutra, Jurivan Carvalho, que apesar de ter formado um bom grupo, composto por gente batalhadora como a professora Kely, o ativista e presidente do CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. Vato, o ex diretor municipal do departamento de esportes, Toin do Hostinha, o jovem trabalhador da saúde, Joaquim, as enfermeiras Milkilene e Ednaura, os vereadores Laureano e Telêmaco, Jurivan não conseguiu o apoio popular, e com o seu baixo desempenho eleitoral, as pré-candidaturas na oposição segue polarizada entre Walter e Antonia. Entretanto, é necessário que os três escutem a voz do povo, e se juntem numa frente ampla de oposição capaz de derrotar o prefeito nas urnas! Ao povo que anseia por alternância, deveria ser entregue o poder de escolher o seu candidato, o povo deveria dizer qual dos 3 deve ser o cabeça de chapa, o que ficar em segundo lugar que seja o vice, e o que ficar em terceiro, que continue trabalhando para conquistar o seu espaço e um dia ser o candidato. Essa oposição não pode ser egoísta e deixar que o egoísmo exponha toda nossa população à tragédia de ter que suportar um segundo mandato de Farinha. Sem união, ele vence a eleição, por isso repito; para o bem do povo: a oposição precisa está unida.

Gerente mata homem que se negou a usar máscara contra coronavírus em supermercado


Polícia procura empresário suspeito de torturar e matar mãe e ...

De acordo com informações da Polícia Civil, por meio da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), Graça Maria Pereira de Oliveira, de 57 anos e Talita de Oliveira Friseiro, de 27 anos, encontradas mortas no dia 7 de junho em um carro no bairro Quintas do Calhau, em São Luís, foram assassinadas a mando do ex-marido da empresária.

Durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (22), a delegada Viviane Fontenelle do Departamento de Feminicídio, esclareceu que a principal motivação do crime teria sido ganhos de uma disputa judicial recebidos por Graça Maria, como a posse de uma empresa e um terreno de alto valor.

Ainda de acordo com a delegada, o ex-marido da empresária contratou um homem para matar as duas mulheres por uma quantia de R$ 5 mil reais. O suspeito trabalhava em uma obra ao lado da residência das vítimas e tinha fácil acesso à casa, já que era conhecido da família.

No começo da tarde, a Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP) informou que prendeu nesta segunda-feira (22) mais um envolvido no duplo homicidio que chorou a todos. .

De acordo com informações da Polícia, o suspeito era chefe da obra que estava sendo realizada ao lado da casa das vítimas e agiu como um intermediador entre o mandante, o ex-marido da empresária, e o executor do crime.

De início, o  ex-marido da vítima teria oferecido uma quantia de R$ 3 mil, que foi negada. Logo depois, ofereceu o valor de R$ 5 mil, aceito pelo pedreiro, que seria o autor do crime.

A análise de imagens revelou que o homem saiu da casa das vítimas por volta de meio dia do sábado (6). Na ocasião, ele carregava uma pequena bolsa, uma maleta de ferramentas e um celular.

Mãe e filha são encontradas mortas dentro de veículo e enroladas ...

Depois do crime, o autor vendeu o aparelho celular no bairro da Divinéia, em São Luís. O dispositivo foi rastreado pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar, que conseguiu localizar o vendedor.

Durante depoimento, o autor do crime disse que tinha recebido orientações do ex-marido da empresária Graça Maria, para que matasse as vítimas por asfixia. O suspeito teria recebido ainda outras duas opções: colocar os corpos no carro e incendiá-los, ou causar um incêndio na casa depois de ter matado as vítimas. O executor apenas deixou os corpos dentro do carro cobertos por um lençol.

A delegada contou ainda que o autor do duplo feminicídio matou primeiro a mãe asfixiada, e logo depois a filha, também por asfixia, além de vários golpes na cabeça.

O autor do crime foi preso no último fim de semana. O ex-marido da empresária foi preso na cidade de Imperatriz, a 626 km de São Luís, e deve ser trazido para a capital para prestar depoimento.

Mãe e filha são encontradas mortas dentro de casa em São Luís ...

Entenda o caso

Os corpos de Graça Maria Pereira de Oliveira, de 57 anos e Talita de Oliveira Friseiro, de 27 anos foram encontrados enrolados em um lençol dentro um veículo, na garagem da casa das vítimas, no dia 07 de junho.

A empresária foi amarrada e asfixiada. Já a filha, além de sofrer asfixia, tinha várias lesões corporais pelo corpo. No imóvel, não foram encontrados sinais de arrombamento.

As vítimas foram encontradas por parentes, que estranharam o sumiço das duas e resolveram procurá-las nas dependências da casa. (Da redação com informações de O Imparcial)

Prefeito de Presidente Dutra descumpre decisão do TJ-MA e tenta impedir registro de hospital para Covid-19


Prefeito Juran Carvalho não respeita decisões judiciais...

Prefeito Juran Carvalho não respeita decisões judiciais…

Uma liminar da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), determinou um prazo de 48 horas para que o prefeito de Presidente Dutra, Juran Carvalho, inicie medidas para recalcular a aplicação da alíquota de 2% (dois por cento) sobre a base de cálculo de R$ 256 mil, gerando nova guia de pagamento no valor de R$ 25 mil e 600 reais, cobradas em em favor de um hospital particular que foi cedido de forma não-onerosa ao Estado do Maranhão para que reformasse e utilizasse a unidade para combater o avanço do Coronavírus (Covid-19) no interior.

A decisão do desembargador Jorge Rachid Mubárack Maluf, foi publicada na última quinta-feira (16), sob pena de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais) limitada a 30 (trinta) dias.

A sentença do magistrado no agravo de instrumento, com pedido liminar, interposto por Pedro Américo Dias Vieira e Ana Maria da Silva Dias Vieira, reforma a decisão proferida pela juíza da 1ª Vara da Comarca de Presidente Dutra, Michelle Amorim Sancho Souza Diniz, que indeferiu o a liminar nos autos do mandado de segurança impetrado contra ato do Secretário Municipal de Fazenda daquele município.

Os agravantes ajuizaram a ação mandamental alegando que realizaram a venda de um imóvel individualizado na matrícula nº 4199, Livro 2-L, Fl. 239, localizado em Presidente Dutra, e que quando da emissão de guia para fins de recolhimento do foro, este utilizou como base de cálculo o valor do contrato de compra e venda de forma retroativa até o ano de 2016, o que teria gerado a cobrança no valor de R$ 300 mil.

No entanto, alegaram que o valor correto da guia seria de R$ 25.600,00 (vinte e cinco mil e seiscentos reais), uma vez que deve ser utilizada como base de cálculo o valor da terra nua, e não o constante no contrato de compra e venda. Requereram, assim, em sede de liminar, o recálculo do “foro”, com a base no valor venal do terreno cru e a emissão de nova guia, para fins de recolhimento, o que foi indeferido pela Juíza, por entender ausente a prova pré-constituída, haver irreversibilidade fática e vedação legal do art. 1º, §3º, da Lei nº 8.437/1992.

Em seu despacho, o desembargador entendeu restar demonstrado o periculum in mora, na medida em que se verifica que, após a alienação do imóvel ao comprador, este último cedeu de forma não-onerosa ao Estado do Maranhão para que reformasse e utilizasse o Hospital para combater o avanço do Coronavírus (Covid-19) no interior do Maranhão, especificamente no Município de Presidente Dutra e adjacências, e, a ausência de formalização na transferência em tempo hábil, pode provocar uma rescisão contratual entre as partes, o que acarretará no perecimento do direito do Estado em utilizar o hospital e militar em favor da população.

“Ante o exposto, presentes os requisitos, defiro o pedido de antecipação de tutela, para determinar que o agravado proceda com o recálculo do “Foro”, mediante aplicação da alíquota de 2% (dois por cento) sobre a base de cálculo de R$ 256.000,00 (duzentos e cinquenta e seis mil reais), gerando nova guia de pagamento no valor de R$ 25.600,00 (vinte cinco mil e seiscentos reais), no prazo de 48h (quarenta e oito horas), sob pena de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais) limitada a 30 (trinta) dias”, destacou Jorge Rachid em sua decisão.

Boletim divulgado pela Secretaria de Saúde mostra que Presidente Dutra alcançou a marca de 544 casos atualizado de pessoas infectadas por covid. No entanto, para travar a transferência do hospital que será usado no combate à doença, Juran Carvalho cobra mais de 1000% sobre imposto afim de tentar impedir o registro da unidade saúde no município. Por Domingos Costa

Clique AQUI e baixe o despacho assinado pelo desembargador Rachid.

Homem é preso portando arma de fogo em Tuntum


Policiais da 5ª Companhia de Polícia de Tuntum, durante um patrulhamento preventivo de rotina, ocorrido nesse domingo (21), com o intuito de zelar pela segurança dos cidadãos, abordou o indivíduo J. P. da Silva, que no momento da ação aparentou um comportamento estranho, sendo com ele encontrado um revólver calibre 32, juntamente com seis munições deflagradas. No ato da revista, como é de praxe, os policiais lhe perguntaram se ele tinha autorização para portar arma, respondendo em seguida que não.
Sem a devida autorização para o uso pessoal de arma de fogo, os policiais, de forma civilizada, anunciaram sua prisão em flagrante delito e o conduziram até a delegacia regional de Presidente Dutra, onde foi entregue a autoridade policial sem nenhum dano físico, sendo posteriormente lavrado o auto de prisão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.
Atitude preventiva como esta tem o caráter de transmitir maior sensação de segurança à população, impedindo, diante das condições reais, que qualquer ação criminosa seja praticada no seio da sociedade.

domingo, 21 de junho de 2020

Com ajuda de bolsonaristas, Queiroz viajou ao menos 3 vezes para ver o filho jogar no Sampaio Corrêa

O Globo – Desde dezembro de 2018, quando saiu de cena e passou a ter uma vida quase clandestina, Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), não teve apenas Atibaia, no interior de São Paulo, como um de seus esconderijos. Além do sítio do advogado Frederick Wassef, Queiroz veio ao menos três vezes ao Rio no ano passado auxiliado por um esquema que envolvia outros políticos bolsonaristas. Ele esteve duas vezes em Saquarema, na Região dos Lagos, e uma na capital entre maio e setembro para ver o filho mais novo, Felipe, defender o Sampaio Corrêa no Campeonato Carioca Sub-20.

Queiroz foi preso na Operação Anjo na última quinta-feira e as investigações do Ministério Público do Rio (MP-RJ) mostraram seus cuidados para não ser localizado. A mulher dele, Márcia Oliveira de Aguiar, também teve a prisão preventiva decretada, mas está foragida. No pedido de prisão, os promotores afirmam que Wassef, o “Anjo”, como era chamado por Queiroz, funcionava como um superior hierárquico a quem ele obedecia. A investigação também identificou uma estrutura para as escapadas de Queiroz ao Rio.

Flávio e Márcio Motta , que levava Queiroz para a Região dos Lagos Foto: Reprodução
Flávio e Márcio Motta , que levava Queiroz para a Região dos Lagos Foto: Reprodução

No pedido de prisão, são citadas mensagens entre Márcia e uma pessoa identificada em seu telefone como “Motta amigo”. Em julho de 2019, Queiroz enviou um áudio, do celular dela, para “Motta amigo”: “A gente vai ter que desligar o telefone, daqui a pouco a gente vai entrar na nossa área”. O GLOBO apurou que, mais que um amigo, o radialista Márcio Motta, que foi presidente do PSL local, era o homem que levava Queiroz de Atibaia para Saquarema quando ele vinha ver o filho mais novo, Felipe, jogar.

— Conheço o Queiroz há 16 anos. Nossa amizade nasceu desde que ele acompanhava o Flávio Bolsonaro em entrevistas no estúdio. É um cara do bem. O que estão fazendo com ele é um extremo absurdo — diz Motta, ao admitir que ajudou Queiroz no período em que ele esteve escondido a ir para Saquarema.

— Estive de fato com ele algumas vezes (em Atibaia), não me lembro quantas. Mantive o tempo todo contato com ele.

Nas conversas com Motta, Queiroz lamentou por exemplo a morte do ex-capitão do Bope Adriano Nóbrega em fevereiro na Bahia:

— “Perdi um amigo, estou triste”, ele me falou.

Motta gravou uma live com Flávio há um mês na qual o senador o chamou de “amigo” e disse que “a gente já se conhece há muito tempo”.

Futebol

Na tentativa de localizar Queiroz, Saquarema entrou no radar dos investigadores a partir de maio do ano passado, depois que o filho dele deu entrada nos documentos para tirar sua habilitação. O MP recebeu informações de que um carro em nome de Márcia Aguiar, mãe de Felipe, foi levado para o jovem na cidade. Nos primeiros monitoramentos, como no Dia das Mães, Queiroz não foi visto.

Em agosto, O GLOBO também recebeu informações de que Felipe Queiroz estava jogando nas categorias de base do Sampaio Corrêa. O clube é comandado pelo deputado federal Lourival Gomes (PSL-RJ), dono de supermercados e lojas de construção na região.

Felipe tinha entrado para o time em maio, e morava no alojamento do clube. Em 24 de agosto, a reportagem acompanhou a vitória do time de Felipe por 6 a 0 contra o AD Itaboraí. Nesse jogo, Queiroz não esteve e Felipe ficou no banco de reservas.

O ex-PM, porém, acompanhou outros jogos conforme admitiu esta semana Ronan Gomes, filho do deputado federal Lourival Gomes.

— Ele (Queiroz) veio em um ou dois jogos aqui e um no Rio — contou Ronan, ao dizer que foi Queiroz quem o abordou para falar que “tinha um filho jogador” e pedir para que ele fizesse um teste na época em que ocorreram as filiações do PSL na cidade, em 2018.

Em 2018, Flávio e o deputado federal Lourival Gomes, com Queiroz ao fundo Foto: Reprodução
Em 2018, Flávio e o deputado federal Lourival Gomes, com Queiroz ao fundo Foto: Reprodução

O filho do deputado Lourival contesta a informação de que pessoas próximas a seu pai ajudavam a abrigar Queiroz nessas viagens.

— Ele só vinha ver os jogos e ia embora. Só se ficou em pousada — disse Ronan. — Ele morava em São Paulo? Essa informação (de abrigar) não procede não— afirmou Ronan, confrontado com a distância de mais de 500km entre Atibaia e Saquarema, mas dizendo não saber onde Queiroz ficava.

Já o deputado Lourival Gomes negou relações com Queiroz e disse ignorar que o filho do ex-assessor estava no time. Ele lembra que ficou no PSL após o racha com a dissidência que apoiou a criação do Aliança pelo Brasil. O parlamentar tentou negar o fato de ter feito campanha na rua com Flávio e Queiroz em 2018.

sábado, 20 de junho de 2020

Acidente de trânsito tira a vida de filho de vereador de Tuntum


Um acidente de trânsito, no início da noite desse sábado (20), tirou a vida do filho do vereador Zé de Ourinho, conhecido por Michel. Em conformidade com relatos de populares, a vítima se deslocava do povoado Arara, ás margens da BR-226, ao povoado Creoli do Bina, onde residia, distante da sede do município cerca de 14 km. Michel conduzia sua motocicleta pela  estrada vicinal que dá acesso ao povoado quando teria sido atingido por outro veículo.
Pelas informações divulgadas, Michel e sua motocicleta teriam sido atingidos frontalmente por um automómel ainda não identificado, provocando sérias lesões e sua morte de forma estantânea. Ainda não há informações que identifiquem as causas reais do acidente e nem quem teria atropelado o jovem. Ele foi encontrado já sem vida por pessoas que transitavam pela estrada. Pelas condições que se encontrava o corpo, o impacto foi muito forte, talvez sem dar chances da vítima de fugir da colisão.
A informação do acidente vem deixando a população do povoado muito comovida, já que os pais de Michel, independente de condições políticas, são muito queridos na comunidade. É quase que provável que o corpo seja sepultado na tarde de amanhã (21) no cemitério do povoado.

Jovens são executados no interior de Tuntum


                                    Cinei
Hoje pela manhã, policiais de São Domingos do Maranhão encontraram corpos de dois jovens, um no  povoado Traqueira e outro no povoado Centro do Gato. Os jovens possuem perfurações de arma de fogo na região da cabeça, característico de execução. A polícia suspeita que os dois foram mortos no interior de Tuntum, região do sertão, e desovados no interior de São Domingos.

Posteriormente a polícia fez alguns levantamentos e descobriu tratar-se dos jovens “Cinei”, residente povoado Belém, e João Raimundo, residente no povoado Brejo do João, ambos município de Tuntum. Até o presente momento não há nada ainda que venha identificar os autores e os reais motivos das duas supostas execuções. Depois de encontrados,os corpos foram removidos ao hospital local. A Polícia Civil acionou o IML de Timon para fazer a realização de perícia.

Polícia Federal terá sede própria no Maranhão, anuncia Aluisio Mendes


Os deputados e também policiais federais de carreira, Aluisio Mendes (PSC-MA) e Ubiratan Sanderson (PSL-RS), participaram de audiência com os diretores-gerais de Inteligência (Alexandre Isbarrola) e de logística (André Andrade), na manhã desta sexta-feira (19), na Sede da direção-geral da Polícia Federal, em Brasília. O motivo da agenda dos parlamentares na direção-geral da PF foi o início da construção das superintendências da PF nos estados do Maranhão e do Rio Grande do Sul.

No ano passado, o deputado Aluisio Mendes foi relator do Projeto de Lei Orçamentária da união para o ano de 2020 na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Naciona. Durante a tramitação do parecer do PLOA 2020, Aluisio conseguiu destinar aporte financeiro adicional para a Polícia Federal, e dos R$ 50 milhões adicionados ao orçamento parte significativa deve ser investida na construção da sede da Polícia Federal no Maranhão.

“Há anos a Polícia Federal do Maranhão trabalha em prédio alugado, uma realidade que onera os cofres públicos e não condiz com a excelência do trabalho dos colegas policiais federais que merecem uma sede própria, moderna e bem equipada para que possam desempenhar a sua missão de forma ainda mais eficiente”, defende Aluisio Mendes.

Os parlamentares concluíram a audiência afirmando que, muito em breve, a Polícia Federal do Maranhão e do Rio Grande do Sul contarão com novas e modernas instalações.

Lideranças religiosas têm autonomia na decisão para reabertura dos espaços de culto no MA


A última portaria publicada pelo Governo do Maranhão, nº 38 de 10 de maio de 2020, versava que as comunidades religiosas do estado poderiam decidir sobre suas respectivas reaberturas, a partir da segunda-feira (15), cabendo a cada liderança/comunidade a avaliação sobre retorno ou não aos templos religiosos. Durante a última semana, várias organizações se manifestaram acerca das decisões tomadas. A Arquidiocese de São Luís optou pela retomada gradual, assim como as Igrejas Evangélicas, enquanto a Diocese de Imperatriz disse que não vai realizar missas e celebrações neste momento. O Comitê Afro Religioso de Combate à Covid-19 no Maranhão e os Centros Espíritas em Imperatriz também escolheram manter suas atividades presenciais suspensas.

No dia 15 de junho, a Arquidiocese de São Luís publicou um decreto determinando a abertura das igrejas no dia 1º de julho, tendo duas semanas para se adaptarem. De acordo com o Padre Jadson Borba, coordenador de Pastoral da Arquidiocese, muito tempo passou – Quaresma, Semana Santa, mês de maio –, mas a igreja nunca deixou de reunir. Por outro lado, é preciso entender que voltar às atividades, não é voltar à normalidade. “É um voltar com prudência, com cautela, sabendo que a segurança dos fiéis é nossa grande e suprema preocupação. Importante também destacar que a luta da igreja é a luta pela vida, como disse Jesus: ‘Eu vim para que todos tenham vida, e vida em abundância’. Esse retorno exige um cuidado maior, um olhar misericordioso e de compaixão. Estamos felizes, mas conscientes de que será um retorno difícil, e seguros de que o Senhor nos dará força e sabedoria para viver esse tempo de graça e renovação da nossa fé e esperança”, ponderou.

Ainda em maio, as lideranças evangélicas do Maranhão pediram reunião, intermediada pela Secretaria de Relações Institucionais (SRI), com o governador Flávio Dino e entregaram um documento com normas sanitárias e medidas para serem implantadas em todas as igrejas, defendendo uma retomada gradual das atividades. O documento foi analisado pela comissão que estuda a abertura dos diversos segmentos, liderada pela Casa Civil, Secretaria de Indústria, Comércio e Energia e Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop).

“Os pastores estão tendo todos os cuidados desde a reabertura, estão nos reportando que de fato há uma correspondência tanto dos líderes quanto dos liderados, para atender às medidas, e isso vai contribuindo para esse retorno. Uma vez que os membros têm essa necessidade de congregar e louvar, isso também ajuda na saúde espiritual e emocional das pessoas que estão passando por esse momento difícil, que é a pandemia”, explicou Enos Ferreira, secretário de Relações Institucionais do Maranhão.

Por outro lado, a Diocese de Imperatriz, em nota assinada por Dom Vilsom Basso, Bispo Diocesano de Imperatriz, decidiu que não vai reabrir as igrejas para as missas e celebrações neste momento, porque a região ainda se encontra numa fase crítica da pandemia, com aumento de casos. Afirmou ainda que a Igreja Católica continua orientando sobre uso de máscara e distanciamento social. “Cuidar-se é o melhor remédio”, consta na nota.

O Comitê Afro Religioso de Combate à Covid-19 no Maranhão é uma organização social e religiosa que, entre outras atribuições, avalia os impactos do novo coronavírus nos terreiros, segundo Pai Paulo de Aruanda, tanto na higiene quanto na questão da segurança alimentar. Instituído em 26 de maio de 2020, o Comitê recomenda que os tambores continuem silenciados, limitando nas casas de axé o que é essencial e que não pode deixar de ser realizado, mas com o mínimo de pessoas.

“Nós compreendemos que a nossa religião tem uma prática de acolhida, de benção, de toque, do abraço, e isso tudo requer uma convivência mais próxima. Por isso, nós estamos recomendando que as casas de culto e os praticantes da religião de Matriz Africana mantenham e cumpram as orientações sanitárias, pratiquem o isolamento social, usem máscara e álcool em gel. Nós também temos muitos líderes religiosos que já são idosos, ou seja, grupo de risco, nós temos que zelar pela saúde e segurança das pessoas”, defendeu.

A Federação Espírita do Maranhão (Femar), em nota, recomendou atitudes responsáveis e seguras, nos âmbitos individual e coletivo, para o cumprimento das normas recomendadas e destacou que, no Movimento Espírita, as instituições têm autonomia para decidirem sobre a organização das atividades – presenciais ou virtuais – devendo todas colaborarem para a manutenção do bem-estar e da qualidade de vida de todos.

“Norteados pelo estandarte da caridade, os Centros Espíritas de Imperatriz optaram em manter suspensas suas atividades presenciais para colaborar com a prevenção da disseminação do novo coronavírus, considerando o seu altíssimo nível de contágio e elevado número de desencarnações causadas pela Covid-19. Seguimos altivos e pujantes, com a realização de diversas atividades remotas, alcançando um grande número de pessoas, cumprindo, o seu mister de acolher, esclarecer, orientar e consolar corações”, contou Fábio Souza de Carvalho, diretor de Unificação da Federação Espírita do Maranhão.

A diversidade de posicionamentos aponta para a autonomia das comunidades religiosas, mas todas as condutas convergem para a defesa da vida, apontou o secretário de Estado de Direitos Humanos, Francisco Gonçalves, ponte no diálogo religioso do Governo do Maranhão. “Vivemos um momento de grandes responsabilidades, que exige tomadas de decisões não só de líderes, mas de indivíduos e de comunidades em geral, que prezem pelo bem-estar e entendem seu papel cidadão. As posturas dos líderes refletem o compromisso com a segurança de suas organizações, e das pessoas nelas envolvidas, tendo escolhido pela reabertura ou não, todos estão pautando o cuidado e o amor ao próximo como forma de enfrentamento a esta pandemia”, concluiu.

É importante destacar que as organizações religiosas precisam seguir tanto as regras gerais (para todos os estabelecimentos) quanto as específicas para esse segmento. As específicas foram estabelecidas com base nos protocolos segmentados das comunidades religiosas, recebidos pela Sedihpop, conforme atribuído no Decreto Estadual nº 35.831. Dentre elas, está a de que as organizações religiosas só podem funcionar com metade de sua capacidade. Para assegurar o cumprimento dessa medida, devem ser retirados bancos, cadeiras e similares até que se atinjam os 50% de capacidade ou fazer marcações para indicar onde as pessoas devem sentar. Deve haver distância de dois metros entre as pessoas, com exceção dos que sejam da mesma família e morem na mesma casa. Não pode haver aglomerações na entrada ou na saída. Também não são permitidas vigílias que possam gerar aglomeração.

sexta-feira, 19 de junho de 2020

Ex-prefeito é preso acusado de triplo homicídio



A Polícia Civil do Pará prendeu, na manhã desta quinta-feira (19), Máximo Ribeiro de Sá no município de Jacareacanga, sudeste do estado. De acordo com a polícia, Máximo é ex-prefeito do município de Flores, no Piauí. Ainda de acordo com os policiais, ele estava com mandado de prisão em aberto pelo crime de triplo homicídio.
A prisão de Máximo ocorreu durante a operação "Força Amiga", que ocorreu de forma conjunta com a Polícia do Piauí. De acordo com as investigações, Máximo era foragido da Justiça do Piauí e estava escondido na cidade do interior do Pará.
O ex-prefeito de Flores foi condenado pela Justiça do Piauí pelo crime de triplo homicídio, cometido em 1994. Segundo a acusação, enquanto era prefeito do município, Máximo matou três pessoas, com a ajuda de um comparsa. As vítimas eram Yure Gargarim de Oliveira Rego, de 23 anos, José Vasconcelos de Oliveira Rego, de 22 anos, e Carlos Marcelo Vieira, de 24 anos. Todos pertenciam a mesma família. MeioNorte

POLÍCIA CIVIL RECUPERA VEÍCULO D20 FURTADO NA CIDADE DE PRESIDENTE DUTRA

O veículo foi encontrado pela Equipe da Polícia Civil da Delegacia de São Domingos(MA), na manhã desta sexta-feira(19), abandonado em um matagal de uma estrada vicinal que dá acesso ao Povoado Lagoa Nova, há cerca de 10km da sede do município. Os Policiais removeram o veículo até a Delegacia de Polícia para posterior restituição ao seu legítimo proprietário. O veículo pertence à vítima conhecida por “Valéria”, moradora da cidade de Presidente Dutra-MA.

O veículo D20, COR VERMELHA, PLACAS CGH-0923, foi furtado na cidade de Presidente Dutra-MA, no dia 18.06.2020, em frente a agência do Banco Bradesco, no centro da cidade de Presidente Dutra-MA.


Flávio Dino fixa retomada das aulas no dia 1 de agosto e anuncia volta de bares e restaurantes dia 29 e academias na segunda

O governador Flávio Dino anunciou, em coletiva nesta sexta-feira (19), a retomada das aulas da rede estadual no dia 1 de agosto.
“Ainda vamos intensificar oitiva com pais e mães, mas anunciamos de modo definitivo fixada a data de 1 de agosto para a retomada das aulas com protocolos sanitários editados em decreto. Em relação às universidades e faculdades também poderão iniciar nesta data, ficando a cargo de fixar protocolos pedagógicos por meio de decisões dos colegiados superiores e conselhos regras para funcionamento das aulas”, disse o governador.
Em relação às atividades comerciais, Dino ressaltou a abertura em fases “porque há um planejamento no sentido de evitar retrocessos epidemiológicos”. A abertura das academias será realizadas na próxima segunda-feira e bares e restaurantes no dia 29 de junho. “Protocolos sanitários aprovados e vamos fiscalizar”.
O governador anunciou ainda a retomada dos treinos no mês de julho e jogos no mês de agosto no que se refere ao futebol.
Sobre críticas de redução de leitos dedicados ao coronavírus, Flávio Dino disse que o número de casos estão diminuindo e, por isso, os leitos estão sendo destinados para outras finalidades.
“600 leitos vazios seria anti-econômico. Não iria manter leitos vazios sabendo de outras patologias. Por isso está havendo a devolução de prédios privados. Pessoas mal intencionadas divulgaram isso de forma errada, na verdade há redução de alguns leitos em São Luís e ampliação no interior no estado onde o coronavírus é mais forte”, explicou.

Senado discute adiamento das eleições com TSE e especialistas na segunda-feira


Senado promove na segunda-feira (22) sessão de debates para tratar do adiamento das eleições municipais de outubro durante a pandemia. Os senadores aprovaram requerimento para a discussão do tema durante sessão remota desta quinta-feira (18).

O requerimento 785/2020 foi uma iniciativa do senador Weverton (PDT-MA), que é o relator da PEC 18/2020, que propõe a mudança de data da votação. Segundo ele, a intenção é ouvir convidados na primeira parte da sessão, prevista para ter início às 14h, e depois, a partir das 16h, os senadores discutirão a proposta.

Weverton explicou ainda que se reuniu nesta tarde com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, para discutir o adiamento. Durante a reunião, o senador convidou e o ministro aceitou participar da sessão temática no Senado. Os demais convidados devem ser confirmados até o final de semana.

— Convidei ele para participar da comissão e ele concordou, para que a gente possa juntos conversar. Queremos ouvir especialistas, médicos infectologistas, associações de direito eleitoral, prefeitos e vereadores e, em seguida, abrir para os senadores fazerem suas possíveis intervenções já com as informações novas — afirmou Weverton.

O senador prometeu entregar o relatório sobre a proposta ainda na segunda-feira, para que os senadores tenham tempo de analisar o documento e votá-lo já na terça-feira.

— Estamos correndo contra o tempo, esse é um assunto que movimenta todo o Brasil e não podemos segurar essa matéria — ressaltou.

Fonte: Agência Senado

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Deputada Daniella Tema apoia a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica



A deputada estadual Daniella Tema (DEM) usou as suas redes sociais para apoiar a campanha nacional, “Sinal Vermelho para Violência Doméstica” criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) para facilitar a comunicação das mulheres vítimas de violência doméstica. A parlamentar se solidariza neste momento com centenas de mulheres que sofrem este tipo de violência todos os dias. 

"Durante o período de distanciamento social, os números da violência doméstica estão crescendo no país. O agressor aproveita o maior tempo com a vítima e comete seus crimes. Não podemos nos calar. Toda e qualquer campanha de combate a violência contra a mulher merece ser apoiada por toda a sociedade" enfatizou a deputada Daniella Tema.

O objetivo da campanha é possibilitar que mulheres em situação de violência doméstica encontrem ajuda em uma farmácia. Para receber a ajuda, basta que a mulher compareça à farmácia com um "X" vermelho na mão, que pode ser feito com caneta ou até mesmo batom. Ao identificar o sinal, o atendente, com os dados necessários, realizará, imediatamente, uma ligação para o 190 e comunicará a situação.

Tome uma atitude, antes que seja tarde demais. Denuncie!

Dep. Márcio Jerry pede que Senado apure crime de Flávio Bolsonaro por acobertar Queiroz


presença de Queiroz no sítio de Frederick Wassef é um sinal de que Flávio Bolsonaro estava preocupado.

Presença de Queiroz no sítio de Frederick Wassef é um sinal de que Flávio Bolsonaro estava preocupado.

Vice-líder do PCdoB, o deputado federal Márcio Jerry (MA) defendeu nesta quinta-feira (18) que o Senado instaure um procedimento para apurar os crimes cometidos por Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) ao acobertar seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, preso nesta manhã no sítio do advogado do senador, em Atibaia (SP).

Para o deputado, o filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) agiu por autodefesa, na tentativa de encobrir crimes e evitar que a principal testemunha de suas ações fosse presa pela Polícia Federal.

“Neste caso está claramente evidenciado que Flávio agiu por autoproteção. A prisão do Queiroz, no local em que ele foi preso, e de quem é a propriedade, mostra que o Flavio agiu criminosamente para acobertar um criminoso foragido. Isto, sim, é motivo de quebra do decoro parlamentar e tem que ser levado ao exame do Conselho de Ética da Casa, há elementos suficientes para isso”, disse, acrescentando que o Senado não poderá se omitir diante da situação.

Caso Marielle

Para Jerry, a prisão de Queiroz aponta ainda que o cerco sobre Jair Bolsonaro (sem partido) está se fechando, à medida que o próprio advogado de Flávio mantém contato direto com o presidente. Segundo o parlamentar, esta também poderá ser a chave para a elucidação do assassinato da vereadora Marielle Franco, morta em uma emboscada em 2018.

“As coisas para o presidente Bolsonaro estão, de fato, ficando em seu devido lugar e o presidente não poderá se esquivar disso. Trata-se do filho que integra o núcleo do projeto político, que tem, entre suas pernas, vértices de sustentação, essas milícias que operavam e operam no Rio de Janeiro. Tenho muita esperança que a verdade prevaleça, porque prendendo o Queiroz, nós temos vários outros elementos a serem puxados no fio da meada miliciana que produziu Bolsonaro. E um caso que salta aos olhos é o de saber quem mandou matar a Marielle”, aclarou Jerry.

Encontrado na casa de Frederik Wassef, Queiroz é investigado, junto com Flávio, pelo esquema de ‘rachadinha’ montado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, quando este ainda era deputado estadual.

Vida do Queiroz

Márcio Jerry também afirmou que garantir a vida de Queiroz e de sua mulher, cuja prisão também foi decretada, é fundamental e que os desdobramentos da investigação podem trazer consequências profundas na conjuntura do país.

“Esperamos que a Polícia agora colha informações preciosas que o Queiroz possa dar, mas sobretudo que preserve a vida dele. É preciso que se inquira, mas que se garanta a integralidade da vida da sua mulher e do Queiroz. Não vamos nos esquecer do que aconteceu em caso recente, em que uma peça-chave no caso da Marielle foi executada no estado da Bahia, em uma operação até hoje não suficientemente esclarecida. Não estamos tratando de relações políticas clássicas, institucionalizadas. Estamos tratando de relação com grupos e organizações criminosas”, acrescentou o deputado.

EXCLUSIVO! Família apresenta vídeos que inocentariam suspeito do assassinato de Diogo Campos


Argo vermelho, placa PTJ-2844 estava estacionado no horário do crime

Blog do Gilberto Léda conseguiu com a família de Ayrton Pestana – acusado pela polícia de ser o principal suspeito da morte do publicitário Diogo Campos, na terça-feira (16) – uma série de vídeos que comprovariam o principal álibi do do jovem.

Em depoimento, o suspeito afirmou que, no momento do crime, estaria trabalhando com o pai, numa oficina de veículos (reveja).

As imagens obtidas com exclusividade mostram que, durante a manhã do assassinato, inclusive na hora do crime, um Argo vermelho de placa PTJ-2844 – a mesma apontada pela polícia como sendo a do carro de quem atirou contra Diogo – esteve o tempo inteiro estacionado na Avenida Venceslau Brás. No local, ainda segundo o depoimento de Pestana, funciona a oficina do pai.

Os vídeos enviados pela família começam às 10h55. Naquela hora, já havia um Argo vermelho estacionado na via (parte esquerda da imagem).

Na sequência de vídeos é possível perceber que o mesmo veículo permanece no mesmo local até as 12h12, quando sai com duas pessoas, entra no posto de combustível à frente e abastece. Eram Ayrton Pestana e o pai, Vanderley Pestana, no seu interior, novamente segundo a família.

A hora do crime

Há ainda um registro específico feito às 11h21. O carro segue no mesmo local em que esteve desde as 10h55.

Esse recorte foi feito como forma de comprovar o álibi, já que, de acordo com câmeras de segurança do condomínio onde morava Diogo Campos, ele saiu do prédio às 11h19, momento em que quase colide com um Argo vermelho, segue-se a discussão e, então, sua morte.

Argo vermelho, placa PTJ-2844, na rua do crime

Todas essas imagens foram incluídas pela defesa de Ayrton Pestana num pedido de habeas corpus apresentado ainda ontem (17) à Justiça. Preso preventivamente como principal suspeito do crime, ele foi encaminhado a Pedrinhas

quarta-feira, 17 de junho de 2020

Iniciado os serviços de terraplanagem para a implantação asfáltica na avenida Pedro Branco e início do bairro Mil Réis


A Prefeitura de Tuntum, por determinação do prefeito Dr. Tema, iniciou desde essa última segunda-feira (15) os serviços de terraplanagem para a posterior implantação asfáltica da avenida Pedro Branco, conhecida como transmilreis, que faz a ligação do bairro Mil Réis com a avenida Richarlys Leonardo.

A avenida foi pavimentada há mais de 10 anos e já se encontrava praticamento toda esburacada, oferecendo poucas condições de tráfego, sendo também alvo de muitas reclamações por conta dos usuários. Nesse momento a empresa responsável pelos serviços iniciais está aplicando uma espessa camada de piçarra em toda sua extensão, para depois fazer a compactação e deixar pronta para ser asfaltada.

Serviço semelhante também está sendo feito no trecho que liga a ponte sobre o Riacho Tuntum até o bairro Mil Réis, cerca de 150 metros. O local também se encontrava em péssimas condições de tráfego, dificultando até a passagem de pedestres em razão dos buracos existentes. A previsão é que até o final de semana os dois serviços estejam concluídos, podendo ser iniciada a pavimentação já no decorrer da próxima semana. 

Flávio Dino: “Não temos 2/3 para votar o impeachment de Bolsonaro. Nem metade”

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), considera que não há terreno fértil no Congresso Nacional para a conclusão de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Foi o que afirmou em entrevista ao diretor de redação de CartaCapital, Mino Carta, durante transmissão ao vivo nas redes sociais nesta terça-feira 16.
Para ele, embora haja motivos jurídicos para o impedimento, não há coalizão política que assegure nem metade para os votos a favor do impeachment. Conforme mostrou CartaCapital, a situação de Bolsonaro melhorou entre os parlamentares, principalmente, após sucessivos esforços para se aproximar do bloco chamado “centrão”, como o DEM, PP, PL e PTB.
“Juridicamente, não há dúvida que há espaço [para o impeachment]. Uma análise da Constituição e do Código Penal conduz ao cometimento de uma série de atos ilícitos”, afirmou. “Mas tem outros temperos, ditados pelo fato de o processo de impeachment não ser puramente jurídico, mas antologicamente político. Você tem que analisar a situação concreta, no palco onde isso se desenrola, ou seja, no Congresso. Nós não temos 2/3 para votar o impeachment. Nem metade.” Da Carta Capital