sábado, 22 de outubro de 2016

Morre Dr. Joanício, ex-secretário de Saúde de Tuntum

Dr. Joanício Pinheiro Coêlho - 17/01/1942 - 22/10/2016

Já não está mais entre nós o médico dentista e ex-secretário de Saúde de Tuntum, Joanício Pinheiro Coêlho, 74 anos. Ele foi vítima de um ataque cardíaco fulminante na manhã de hoje (22), em sua residência. De acordo com informações de familiares, Dr. Joanício começou a passar mal por volta das 8h, sendo ainda socorrido por uma equipe do Samu.
Seu corpo está sendo velado na rua Frederico Coêlho, onde morava, próximo ao prédio da Prefeitura Municipal. Seu sepultamento está previsto para amanhã, às 17h, no cemitério da Aroeira. Antes do sepultamento será realizada uma missa de corpo presente na Igreja Matriz. Dr. Joanício deixa a esposa Maria da Salete Carvalho Coêlho, com quem era casado há mais de 40 anos, quatro filhos (Carlos Seabra, Marcos Vinicius, Patrícia e Maurício Seabra) e sete netos.
O Tuntuense Joanício Pinheiro Coêlho, filho de Alípio Coêlho de Sousa e Rita Pinheiro Coêlho, deixou sua cidade natal com destino a São Luís ainda jovem, onde com afinco se dedicou aos estudos, formando-se em médico dentista pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), para época uma missão quase que impossível, principalmente para ele que era do interior. Em Tuntum passou a desenvolver sua profissão, sendo o primeiro dentista habilitado para o exercício, um dos poucos da região. Além de dentista, Dr. Joanício ganhou notoriedade também na área de educação, sendo o primeiro diretor do então Colégio Bandeirantes, dando-lhe expressão, passando a ser o mais destacado Centro de Ensino da da época.
Entre as décadas de 1990 e 2000 atuou como colaborador na gestão de seu cunhado Cleomar Tema (Dr. Tema), sendo posteriormente nomeado secretario Municipal de Saúde. O notável tuntuense depois que deixou a atividade pública passou a ter uma vida pacata, dividindo o tempo entre Tuntum e São Luís, onde também tinha outra residência. Dedicava-se diariamente às tarefas de sua fazenda, uma boa leitura, hábito que nunca deixou de cultivar, e a palestrar com os vizinhos e amigos. 
Sua ausência deixará um vazio entre aqueles que o viam como homem de bem, ficando ainda seu legado de esposo e pai exemplar, merecendo também ser visto por ter semeado a luta pelos ideais e sua valorosa contribuição nas áreas de saúde e educação.

2 comentários:

  1. Que Deus conforte os corações de toda a família. O homem parte, mas o que dele é eterno, suas palavras, gestos,olhar e exemplo de profissional, pai e amigo, jamais passarão e é isso que nos sustenta enquanto ainda estivermos por aqui. Descanse em paz, meu tio.

    ResponderExcluir